Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Municípios

todas as notíciasseta

Investimento em cultura volta crescer na Bahia

Mesmo assim, valores são 25,1% menor do que em 2014


05/12/2019 às 11:31h

Investimento em cultura volta crescer na Bahia
Crédito: Reprodução

Depois de cair por três anos seguidos (2015, 2016 e 2017), os investimentos públicos estaduais em cultura na Bahia voltaram a crescer em 2018, chegando a R$ 173,872 milhões, 4% a mais que no ano anterior (R$ 167,235 milhões).


Ainda assim, no ano passado, o estado deixou de ser o segundo que mais gasta com cultura no país (posto que ocupava desde pelo menos 2011), perdendo uma posição para o Distrito Federal e ficando com o terceiro lugar.


Além disso, o valor investido em 2018 (R$ 173,872 milhões) pelo governo na Bahia foi 25,1% menor que em 2014 (R$ 232,272 milhões), quando os investimentos estaduais em cultura haviam atingido seu mais alto patamar, e 11,2% menor que o de 2011 (R$ 195,838 milhões) , início da série histórica analisada pelo Sistema de Informações e Indicadores Culturais, do IBGE.


Tanto na comparação com 2014 quanto frente a 2011, a Bahia esteve entre os três estados que mais reduziram, em valores absolutos, os seus gastos no setor cultural. O Rio de Janeiro teve a maior queda absoluta em ambos os confrontos. A Bahia ficou com o segundo maior recuo frente a 2014 e o terceiro frente a 2011, alterando com São Paulo, que, apesar da queda, é o estado com maior gasto em cultura no país em todos os anos.


Em contrapartida, Ceará e Maranhão apresentaram os incrementos mais expressivos nos seus respectivos dispêndios com cultura, em valores absolutos, tanto frente a 2014 quanto a 2011.


Todos os dados são da Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Economia.

 

Em 2018, também voltaram a crescer na Bahia, de forma ainda tímida, o número de projetos culturais aprovados no programa nacional de incentivo à cultura e o valor nominal captado por eles. Ambos, porém, ainda estão bem abaixo do verificado em 2011.


Segundo informações do Ministério da Cultura, entre 2017 e 2018, o número de projetos culturais baianos aprovados no programa de incentivo à cultura passou de 35 para 37, mas ainda era quase a metade de 2011, quando haviam sido aprovados 68 projetos.

 

No ano passado, o valor captado pelos projetos baianos foi da ordem de R$ 14,269 milhões, 28,9% acima de 2017 (R$ 11,066 milhões), mas 15,7% abaixo de 2011 (R$ 16,937 milhões).

 

Os gastos municipais com cultura são os mais expressivos em todo o país. Na Bahia, eles cresceram pelo segundo ano consecutivo em 2018, chegando a seu valor recorde: R$ 361,384 milhões, 12,4% acima do gasto de 2017 (R$ 321,449 milhões) e 72,4% acima do valor de 2011 (R$ 209,668 milhões).

 

A Bahia tem o quarto maior dispêndio municipal em cultura dentre os estados, abaixo de São Paulo (R$ 1,389 bilhão), Minas Gerais (R$ 531,570 milhões) e Pernambuco (R$ 369,514 milhões).

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

Embasa 4

TVGeral

Jau Ao vivo direto da Praça Padre Ovídio em Feira de Santana
Publicidade
Santana
Vilage
PMFS Escola
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas