Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Geral

todas as notíciasseta

Arte Viver terá oficina de capoeira para autistas

A iniciativa surgiu a partir da demanda. Como o projeto do ballet azul recebeu mais meninas, as mães dos meninos com TEA sentiram a necessidade de uma atividade semelhante para os filhos


09/10/2019 às 05:36h

Arte Viver terá oficina de capoeira para autistas
Crédito: Reprodução

O Arte de Viver tem chamado a atenção com o projeto “Ballet Azul”, iniciativa que oferece aulas de Ballet para autistas. Depois dos resultados com a primeira turma de crianças com Transtorno do Espectro Autista - TEA, o Arte e Viver abriu uma nova modalidade de atividades, a Capoeira para autistas.


A iniciativa surgiu a partir da demanda. Como o projeto do ballet azul recebeu mais meninas, as mães dos meninos com TEA sentiram a necessidade de uma atividade semelhante para os filhos. Como explica o Diretor de Atividades Culturais, Luiz Augusto.


“Já sabemos as contribuições da capoeira para crianças, temos a atividade na grade do Arte de viver. Quando recebemos a demanda para que os meninos autistas também tivessem uma atividade, pensamos nesta arte marcial, que também é um esporte”.


A capoeira foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco - Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura. A manifestação cultural mistura música, dança e esporte. E tem como benefícios a melhoria da flexibilidade e diminuição do estresse, além da valorização da cultura popular.


“Queremos fazer um trabalho direcionado à pessoas que possuem limitações. Onde possamos contribuir para que se desenvolvam. Elas entram aqui de um jeito, e queremos exprimir o Arte de Viver de forma que saiam diferentes. Queremos progresso”, pondera Luiz Augusto.


Quem lecionará para as crianças, é o professor José Roberto Santana, que já é professor de capoeira no Projeto.


“Dentro do TEA, a capoeira aflora habilidades importantes para o desenvolvimento motor das crianças. Estimula a interação social, que é uma das áreas afetadas nos alunos com autismo”, explica o professor.


“Tanto o Ballet quanto a capoeira para autistas estão marcando uma nova fase no nosso projeto, a fase da inclusão de todos”, conclui o diretor.


As aulas de Capoeira para Autistas serão disponibilizadas no Centro de Cultura Maestro Miro, equipamento que funciona pela Fundação Municipal Egberto Costa, através da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.  

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Venha viver essa experiência! Quem corre é + feliz!
Publicidade
Cruzeiro do Sul
Bahia Aqui é Trabalho 1019
Elo Engenharia
Academia First
Vilage
PMFS vacina sarampo
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas