Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

FEIRA 186 ANOS

todas as notíciasseta

Uma ponte para o Oriente através dos sabores

Foram três episódios de assalto no restaurante que mantinha em Salvador que fizeram o chinês escolher Feira de Santana para fazer morada


18/09/2019 às 11:28h

Uma ponte para o Oriente através dos sabores
Crédito: Acervo Pessoal

Quando a Revolução Cultural Chinesa tentava recuperar o país de fracassos econômicos do início dos anos 60, o que levou a China ao episódio conhecido como a Grande Fome Chinesa, longe da capital Pequim, na cidade Linyi, na província Shandong, partia rumo ao Brasil o jovem Yu Shih Chi. O ano era 1968 e o Livro Vermelho, com citações do então presidente Mao Tsé-Tung, era bastante popular no país asiático. Yu Shih Chi chegou a São Paulo, mas logo viria a se estabelecer em Salvador. Natural de uma cidade banhada pelo rio Yihe, a proximidade com mar da capital baiana parecia um porto seguro para Roberto, nome informal ele adotou no Brasil.


Mas foram três episódios de assalto no restaurante que mantinha em Salvador que fizeram o chinês escolher Feira de Santana para fazer morada. “Fechei o meu negócio e vim para Feira. Na realidade minha esposa é baiana e por causa dela eu vim para cá. Eu queria voltar para China naquela época, mas fui convencido a ficar”, contou Yu Shih Chi, 66 anos, casado com Maria Angélica, filha da cidade de Tanquinho, localizada na região de Feira de Santana. A chegada do casal a cidade remonta ao ano de 2007 e na Princesa do Sertão, Yu Shih Chi trouxe os sabores e cultura do país natal: dono de um tradicional restaurante especializado em culinária chinesa, no centro de Feira de Santana, ele deixa os feirenses e visitantes do espaço mais próximos da distante China, desde a decoração do local aos pratos servidos.

 

 


Adaptado a Feira de Santana e a rotina da cidade, Yu Shih Chi encontrou no interior a segurança que o afastou na capital baiana e ainda algo mais. “Gosto muito de Feira, é uma cidade do interior, mas tem tudo. Uma das melhores cidades do Brasil, além de ter indústria, tem comércio e agricultura”, disse. “Uma cidade forte, supera crises, recessões”, completou.


Com todas essas características citadas, Yu Shih Chi acredita que a cidade pode se desenvolver ainda mais. “A cidade tem muito futuro. Feira de Santana precisa de desenvolvimento, mas isso não depende só da cidade, mas do Brasil. Primeiro que Feira de Santana é um entroncamento para o Brasil e segundo, a cidade tem tudo e ainda é perto de Salvador. Salvador precisa de Feira de Santana. Em muitas coisas aqui é melhor que na capital”, disse.


Yu Shih Chi, ou Roberto, lembra que quando chegou em Feira de Santana, existiam poucas pessoas de origem chinesa. Ele comenta sobre a atual imigração de asiáticos para a cidade. “É uma imigração por que tem muitas pessoas no país. Eles vêm não é pelo conhecimento, mas pelo comércio. Em 2007, só tinha quatro famílias chinesas, depois veio muita gente, o comércio é forte, mas a diferença é que faço culinária”, resumiu o chinês. 

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

PM Santo Estevão II

TVGeral

6ª Copa WH7 - 27/10/2019 - Profissional AO VIVO - Tvgeral.com.br
Publicidade
Academia First
Vilage
SECOM - BAHIA AQUI É TRABALHO 1119
PMFS semana de empreendorismo
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas