Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Política

todas as notíciasseta


Feira de Santana

Situação de lagoa repercutida na Câmara Municipal

Para um dos vereadores, o que falta no município para resolver esse tipo de problema é um Plano de Habitação


15/05/2019 às 11:56h

Situação de lagoa repercutida na Câmara Municipal
Crédito: Ascom/Câmara Municipal

A matéria “Prefeitura pode pagar multa milionária por ‘Pinicão’ da Queimadinha”, publicada na edição de ontem do Jornal Folha do Estado da Bahia, foi repercutida por vereadores da base governista e da oposição, na sessão legislativa da última terça-feira (14), na Câmara Municipal de Feira de Santana.


O vereador do PROS, Zé Filé, parabenizou o juiz Gustavo Hungria, da 2ª Vara da Fazenda Pública, que moveu uma ação civil pública contra a Prefeitura de Feira pelo descaso que está acontecendo na Lagoa do Prato Raso, no bairro Queimadinha. Segundo o edil, cenas como a que está retratada no local entristecem os moradores da cidade.


“O juiz está de parabéns. Ao longo dos últimos 20 anos, é notório que Feira de Santana tem perdido espaço, juntamente com as suas lagoas. As pessoas estão invadindo, fazendo casas. Costumo falar que acabou aquela alegria que a cidade proporcionava aos seus munícipes, quando, na Avenida José Falcão, por exemplo, eles passavam e vias lagoas dos dois lados. Como a Secretaria Municipal de Meio Ambiente permite que as pessoas aterrem as lagoas? Os vereadores da base governista acham que eu tenho que culpar o governo do estado. Como vou fazer isso se a permissão é do município? O abandono das lagoas é do próprio poder público municipal. É muito triste para a cidade”, afirmou.


Para Zé, o que falta no município para resolver esse tipo de problema é um Plano de Habitação, que já existiu, segundo ele, em governos passados.


“Um Plano de Habitação é o que falta no município. Acabaram com a Secretaria Municipal de Habitação. Não há projetos para beneficiar as pessoas que não têm residência. Nas épocas de José Falcão e Colbert Martins isso era constante. A Jussara, a Rua Nova são exemplos desse trabalho de Colbert, pai do atual prefeito. Hoje isso não existe, apesar de ser obrigação do município olhar para essas pessoas. É lamentável, pois Colbert Filho enterrou Feira de Santana”, comentou.


Em discordância com o oposicionista, o presidente da Casa, José Carneiro Rocha (PSDB), além de parabenizar a matéria produzida por este jornal, responsabilizou o governo do estado pelo que está acontecendo na lagoa. De acordo com a sua fala, apesar de o poder público municipal ter dado a permissão para que o terreno ter sido ocupado, saneamento básico é um assunto que diz respeito ao executivo estadual.


“Parabenizo o Jornal Folha do Estado pela matéria e entendo que a Lagoa do Prato Raso vem, ao longo dos anos, sendo invadida. Hoje, praticamente, ela está inexistente. Claro que não vamos deixar de responsabilizar o governo municipal, por essa permissão. Mas não posso admitir que o vereador Zé Filé venha atribuir a responsabilidade desta lagoa ter se tornado um verdadeiro ‘pinicão’, um depósito de fezes apenas ao poder público municipal. A Embasa fez a instalação dos seus equipamentos, ligou a água de todos os moradores da região e não iniciou o serviço de saneamento básico, então quero atribuir esse descaso ao governo do estado e ao governo federal, que não investiram em infraestrutura na Queimadinha, em especial, na Lagoa do Prato Raso”, disse.


Por fim, Zé Carneiro afirmou que a situação da Lagoa do Prato Raso é só mais um sinal de que Feira de Santana não tem a sua importância necessária aos olhos do governador Rui Costa.


“Feira tem sido uma cidade que, infelizmente, não tem recebido o que merece do governo do estado, que é uma atenção maior. Vemos obras importantes, mas sem conclusão. Quem não se lembra do Centro de Convenções, que sempre sonhamos e está há mais de 10 anos se arrastando e o governo do estado não dá importância. Tem a própria Lagoa Grande, que ficou uma obra extraordinárias, mas inacabada. Então, precisamos observar que é preciso que o governo do estado enxergue Feira com bons olhos. Isso não tem ocorrido”, findou.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

FINAL DA 1ª COPA AABB DE FUTSAL - FÚRIA FC X BRUXOS
Publicidade
Santana
Academia First
Vilage
Elo Engenharia
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas