Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Esportes

todas as notíciasseta


Em São Paulo

Fisiculturista radicado em Feira de Santana vence Arnold Classic

Sandro Cunha teve que vencer cinco concorrentes para chegar ao lugar mais alto do pódio


20/04/2019 às 09:07h

Fisiculturista radicado em Feira de Santana vence Arnold Classic
Crédito: Arquivo Pessoal

O estudante de educação física e fisiculturista Sandro Lopes Cunha, 24 anos, trouxe para Feira de Santana, cidade que adotou há dez anos, o título da competição Arnold Sports Festival South América, o maior festival multiesportivo da América do Sul, com competições em diversas modalidades, entre elas o fisiculturismo. Em São Paulo, o evento que contou com a presença do ator, fisiculturista e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, aconteceu entre 12 a 14 de abril, com atletas de todo o mundo.

 

Ainda competindo como amador, o fisiculturista, que nasceu em São Paulo, venceu na categoria “Novice Men’s Physique A” para competidores com 1,70cm. Sandro Cunha teve que vencer cinco concorrentes para chegar ao lugar mais alto do pódio. Além de garantir o título nesta categoria, Sandro ficou entre os três melhores no Open da Unlimited Mens Physique B, com atletas entre 1,68cm até 1,71cm, o que quase faria o atleta competir como profissional. Essa foi somente a primeira competição de alto rendimento da carreira o atleta, que pratica o fisiculturismo há 3 anos. No julgamento, os atletas são avaliados na pose, estética física, simetria muscular e beleza física. São até oito avaliadores que atribuem notas aos competidores.

 

Sandro Cunha contou como é a preparação de um fisiculturista para uma competição deste nível. São cerca de dois meses de alimentação regrada, investindo em carboidrato e proteína e não pode faltar hidratação. “Chegando perto do campeonato, o atleta começa a debilitar o físico, onde diminui o carboidrato, aumenta o treino para perder a quantidade de gordura corporal e definir a musculatura. São quase três horas de treino por dia, entre aeróbico e musculação”, conta. Nos dias da competição, o atleta ainda passa por um processo de desidratação. “No pós-competição, o atleta faz acompanhamento e exames e um processo de ingestão de gordura, para o organismo entender que não está debilitado, tem que voltar ao estado normal”, resumiu Sandro.

 

O atleta nem bem comemora o título no Arnold Classic e já está de olho no próximo desafio, daqui há uma semana, o Muscle Contest Nacional, que qualifica os melhores para competir em Ohio (Arnold Classic) ou Las Vegas (Olympia) em 2020. Sandro Cunha deve competir em São Paulo, no dia 28 de abril, um domingo. “Esse será o último evento que devo participar em 2019. Com resultado bom, devo iniciar a preparação para os Estados Unidos em 2020”, comentou. Com a rotina de viagem e esportista amador, Sandro conta com apoio pontuais da iniciativa privada e vende rifas para arcar com os custos da prática do esporte. “Sempre me ajudam o vereador Justiniano França, a empresa Sustentare, Pharmapele, LaboVet e a academia Romans Club, com meu treinador Ricardo Meireles e o nutricionista Newton Filho”, contou.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

FINAL DA 1ª COPA AABB DE FUTSAL - FÚRIA FC X BRUXOS
Publicidade
Santana
Academia First
Vilage
Elo Engenharia
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas