Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Micareta

todas as notíciasseta


Feira de Santana

Prefeitura confirma mudanças para Micareta 2019

As mudanças são necessárias para que a Micareta de Feira se torne cada vez melhor


07/02/2019 às 10:27h

Prefeitura confirma mudanças para Micareta 2019
Crédito: Arquivo

Aproveitando o clima carnavalesco que fevereiro traz a todo país, a Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (SECEL), esclareceu, em uma entrevista exclusiva, alguns pontos cruciais para o funcionamento e execução da Micareta 2019. Dentre os seus principais anúncios, estão à redução dos investimentos, contratação de bandas, camarotes, percursos e parcerias com o Governo do Estado da Bahia.


Segundo o secretário de Cultura, Edson Borges, as mudanças são necessárias para que a Micareta de Feira se torne cada vez melhor. “O folião pipoca voltou a tomar conta das ruas. Esse resgate tem sido uma coisa extraordinária. Por isso fizemos adaptações na Micareta, assim como também foi feita na Expofeira e Natal Encantado. Nós percebemos que a Micareta de 2018 ficou muito inchada, pois teve muitas atrações - em torno de 80- o que gerou um congestionamento na avenida, poluição sonora, assim como no palco que tiveram cerca de 30 atrações. Então vai ser reduzido não só por uma questão técnica, mas também por uma questão financeira”, informa.


Borges conta que será feito uma redução de custo de cerda de 30%, em relação aos investimentos feitos no ano anterior. Ele diz que apesar de não haver uma estimativa em reais, a redução do valor é um fato. “É consolidado que haverá a redução. Agora nós vamos fazer essa semana, é tentar montar a programação com as atrações mais caras, as de notoriedade nacional, para daí ter noção do nosso maior custo e seguir para as atrações locais e regionais”, explica o gestor sobre a ordem escolhida para montar a grade se dá também por conta da mudança nas escolhas das bandas locais. “Esse ano é através de edital e credenciamento. Não será a SECEL que vai escolher quem vai tocar, vamos ter uma curadoria para avaliar o material de cada banda e selecioná-las”, fala.


Bandas


O secretário afirma que a escolha das atrações à nível nacional funcionará levando em conta aspectos como quem está se destacando mais; quais atrações fomentam mais a folia; quem atrairá o folião; além de uma espécie de rodízio, com atrações que há muito não vem em Feira de Santana. “O carnaval é o grande termômetro. Temos que atender o apelo popular, é obvio, afinal de contas quem faz a festa é o povo. Mas, nem todos os que estão fazendo sucesso a Prefeitura tem condições de trazer, porque o cachê é muito alto. E também tem aqueles que têm muito tempo que não vem à cidade, como Margareth Menezes, que pode ser um grande nome para evitar que a Micareta caia na mesmice”, exemplifica.


Parceria com o governo do Estado


Em 2018, o Governo do Estado, de última hora, colocou três atrações na avenida. Para esse ano, o gestor da SECEL espera que haja uma parceria entre os órgãos municipais e estaduais. “Como todo ano o Estado nos dá um prazo. Não adiantar irmos para a Bahiatursa um ano antes, que isso não vai adiantar. Então estamos com uma empresa, que tem vasta experiência com festas, para encaminhar o projeto de Micareta, só estamos esperando abrir o prazo. A parceria com o governo do Estado temos muito interesse em fazer e estamos aberto para dialogar”.


Percurso


“Para 2019 o percurso não terá acréscimo, já que envolve questões de custos”, conta Edson Borges. Em compensação, o secretário diz que com a diminuição das atrações, a festa terá a possibilidade de aumentar o tempo de cada atração na avenida. “Normalmente uma atração dura três horas, mas ano passado foi cerca de uma hora e meia. Então vamos aumentar o tempo”.


Camarotes


Um importante equipamento para a Micareta, são os camarotes. E até o presente momento, apenas um, dos complexos de lazer que compõe o cenário da folia está garantido “Esse ano, só temos solicitação de apenas um camarote privado, que é a Central Mix. Agora temos outros como o Folha do Estado, Rádio Povo, Revista Alternativa, então não tenho como afirmar se teremos menos camarotes ou não”, comenta Borges.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

FINAL DA 1ª COPA AABB DE FUTSAL - FÚRIA FC X BRUXOS
Publicidade
Santana
Academia First
Vilage
Elo Engenharia
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas