Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Internacional

todas as notíciasseta


Estudante morre após comer macarrão estragado

Quando o estudante foi almoçar, sentiu um gosto estranho, mas acabou atribuindo-o ao novo molho de tomate que havia usado.


31/01/2019 às 07:36h

Estudante morre após comer macarrão estragado
Crédito: Reprodução

Um jovem de 20 anos que não foi identificado morreu após consumir um espaguete que havia cozinhado cinco dias antes, o caso ocorreu na Bélgica. De acordo com o canal do Youtube do Dr. Bernard o estudante costumava preparar suas refeições da semana em um domingo e armazenava a comida em potes de plástico e bastava aquecer os alimentos para o consumo.

 

O caso foi estudado e publicado no Journal of Clinical Microbiology, segundo o artigo o jovem cozinhou e deixou o alimento fora da geladeira por cinco dias. Após comer o macarrão, ele estava praticando esportes e sentiu fortes dores abdominais, dores de cabeça e náuseas. Ao chegar em casa teve diarréia e vomitou, mas não procurou atendimento médico, ele apenas tentou beber água, repousar e tentar dormir.

 

Na manhã seguinte seus pais estranharam quando ele não apareceu na faculdade. Quando foram buscá-lo em casa ele já estava morto.

 

O exame do corpo revelou que ele havia morrido às 4 da madrugada, cerca de 10 horas depois de comer o espaguete. Amostras do macarrão e do molho foram enviadas para análise no Laboratório Nacional de Referência para Surtos de Origem Alimentar (NRLFO).

 

A autópsia apontou para necrose hepática, o que significa que o seu fígado havia parado de funcionar. Amostras fecais revelaram a presença de Bacillus cereus, bactéria responsável pela "síndrome do arroz frito", envenenamento alimentar comumente causado por deixar arroz em temperatura ambiente por várias horas.

 

A amostra do macarrão e do molho enviados ao NRLFO apontaram que o alimento tinha quantidades significativas de Bacillus cereus, confirmando a causa da morte. De acordo com o portal IFLSciense as mortes por esta bactéria são surpreendente comuns.

FONTE: Notícias ao Minuto
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Acompanhe a Micareta de Feira ao vivo de 2019
Publicidade
Vilage
Elo Engenharia
Santana
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas