Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,767
Euro:   R$ 4,369
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Saúde

todas as notíciasseta


No Rio: remoção de tatuagem ‘vexatória’ pode virar lei

Proposta define que a conta seria paga pelo governo


12/06/2018 às 11:55h

No Rio: remoção de tatuagem ‘vexatória’ pode virar lei
Crédito: Photo by Gabriel Laroche on Unsplash

De acordo com a projeto, a remoção pelo SUS valeria para três casos, se estendendo também para clínicas particulares conveniadas ao Sistema Único de Saúde.

 

1. aprovação em concurso público cujo edital impede tatuagem

 

2. constrangimento com a tatuagem ao se filiar a alguma religião

 

3. tatuagem 'vexatória feita por motivo passional'

 

Segundo o G1, o texto define que a conta seria paga pelo governo — que ficaria autorizado a aumentar seus gastos com Saúde somente para isso. "As despesas decorrentes da execução desta lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas caso necessário", determina o artigo teceiro.

 

O deputado autor da proposta que valeria apenas para o Estado do Rio reconhece que o custo para remoção é "muito alto" e o Estado deve fazer a sua parte. "Podemos citar também as pessoas que fizeram tatuagem por modismo, antes de se converterem a alguma religião, (sic) hoje se tornaram entraves nas na suas vidas, fazendo com que experimentem inúmeros constrangimentos frente aos membros de sua congregação", justifica.

 

Para virar lei, o projeto - que foi protocolado em março de 2015 - estará na Ordem do Dia e deve ser votado em primeira discussão na Alerj. Depois disso, o texto precisa ser colocado novamente na Ordem do Dia para uma segunda votação. Se aprovado duas vezes, vai a sanção do governador Luiz Fernando Pezão (MDB).

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Prefeitura Municipal de Feira de Santana - Segue em frente
Publicidade
FNR 2018
Vilage
Corridas
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas