Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Manifestações

todas as notíciasseta


Greve dos caminhoneiros: dicas aos consumidores

Fundação Procon-SP disponibilizou um selo específico para denúncias e queixas contra postos de combustíveis


29/05/2018 às 02:27h

Greve dos caminhoneiros: dicas aos consumidores
Crédito: Reprodução

A Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, com apoio da ANP, reforça a fiscalização sobre postos de combustíveis visando combater práticas abusivas e o comércio de combustíveis adulterados.


Na última quinta-feira a Fundação Procon-SP disponibilizou um selo específico para denúncias e queixas contra postos de combustíveis. Desde então efetuou – através do selo (disponibilizado no site), redes sociais, atendimento eletrônico e telefone 151 – 1.147 atendimentos referentes ao aumento nos preços de combustíveis.

 

Alertamos que o Procon fiscaliza a “prática abusiva” e não os preços, visto que não existe tabelamento.

 

A “prática abusiva” se configura quando há um aumento injustificado. Em um primeiro momento as empresas são notificadas para apresentar documentação sobre os preços de fornecedores e os praticados, além da justificativa para elevação dos preços. Após análise da documentação o estabelecimento poderá ser multado com base no seu faturamento.

 

ALERTA

 

A greve dos caminhoneiros não elimina direitos dos consumidores, mas exige bom senso de todos. Importante lembrar que:

 

- o desabastecimento não é uma infração, especialmente no cenário atual;

 

- a limitação da venda de produtos por alguns estabelecimentos é aceitável quando o objetivo for atender o maior número de consumidores.

 

- No caso de cancelamento de shows, o consumidor tem direito de ser ressarcido, incluindo as taxas de conveniência.

 

- Nos casos de viagens aéreas canceladas ou atrasadas, o consumidor deverá ter seus direitos garantidos e as companhias deverão investir na comunicação e assistência para reduzir os inevitáveis prejuízos que o consumidor possa ter.

 

Recomendação

 

- Evite estocagem de alimentos. Isso contribui para o desabastecimento e aumento dos preços. Compre o essencial e necessário apenas.

 

- Jamais fazer estoque de combustível para não colocar a família e vizinhos em risco.

 

- Evite deslocamentos desnecessários até que a situação seja normalizada

 

- Procure informar-se antecipadamente sobre a normalidade das partidas em aeroportos e terminais rodoviários.

 

A Fundação Procon, nas cidades com DDD 011, oferece o telefone 151 para esclarecimento de dúvidas. Outros casos poderão ser registrados à distância através do site. Quem programou viagem para o feriado e adquiriu um pacote:

 

- Tem direito de cancelar a compra antes da data de saída prevista;

 

- Deve ter os valores pagos devolvidos integralmente;

 

- As empresas não podem cobrar taxas de cancelamento, visto que se trata de uma “situação excepcional”;

 

- Pela mesma razão, não há prazo legal para cancelamento (desde que feito antes do embarque);

 

- Em caso de estorno, é importante que fornecedor e cliente encontrem a melhor forma de realizar esse processo. Em geral o estorno é feito pelo mesmo canal de pagamento (cartões crédito ou débito).

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Programa Música na Geral com apresentação de Sérgio DiSalles
Publicidade
Santana
Elo Engenharia
Vilage
Campanha Nota Premiada
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas