Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Geral

todas as notíciasseta

Funcionários do SAMU realizam passeata pela cidade

A passeata aconteceu na manhã desta segunda (26), com destino a Câmara Municipal


26/11/2012 às 06:05h

Funcionários do SAMU realizam passeata pela cidade
Crédito: Mário Sepúlveda/Portal Folha do Estado

Manifestação do Samu: Entrevistas

 

Na manhã desta segunda-feira (26), os funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) realizaram passeata com início na sede da instituição, localizada na avenida João Durval Carneiro, com destino a Câmara Municipal de Feira de Santana.

 

 

Os manifestantes reivindicam o fim das demissões de profissionais capacitados sem justa causa; contratações por indicação política; ambulâncias sucateadas e em número reduzido; processo seletivo com edital irregular; desrespeito com a qualidade da assistência dada a população; falta de materiais para atendimento e condições de trabalho.

 

 

De acordo com o vereador Ailton , presidente da Comissão de Saúde damara Municipal de Feira de Santana, as situações descritas são preocupantes. “A comissão está tomando conhecimento da real situação. Posteriormente, iremos dar o retorno para a sociedade”, afirmou. Ainda de acordo com o mesmo, em outra oportunidade foi tentado contato com a coordenadora do Samu, Maysa Macêdo, mas em virtude de uma viagem da mesma, não foi possível.

 

 

Segundo o presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Edclésio Mendonça, o processo de demissões de profissionais capacitados, sem justa causa, vem ocorrendo algum tempo. “Isso fica mais evidente nos períodos eleitorais, como observado em 2010. Posteriormente aconteceram alguns episódios isolados de afastamento. E agora vem ocorrendo novamente um alto número de afastamentos. Sem que exista uma razão para as demissões. Isto é, algum processo irregular cometido pelo funcionário”, contou.

 

Além disso, o mesmo afirmou que muitas pessoas foram admitidas, inclusive, em primeiro emprego, sem experiência na área. O presidente ainda questiona o processo de admissão: “Esse processo nunca foi exposto. Quais os critérios de seleção?”.

 

Sobre o processo de seleção, Edclésio alegou que os funcionários demitidos não poderão participar, pois no item 1.6 do edital conta de que não poderão ser contratados os candidatos antes de decorridos 24 meses do encerramento de contrato firmado anteriormente. E ainda sobre as fases do processo de seleção: currículo, aptidão física e entrevista. “Todos aqueles que conseguirem a pontuação mínima de 50 pontos, independente do número de vagas, estará selecionado para a próxima fase. A aptidão física é apenas eliminatória. E por fim, a última fase, classificatória, que não determina pontuação, mas será ela que determina quem entra ou não”. Ele ressalta ainda que esta última é carregada de subjetividade, como empatia com o entrevistador e/ou indicações políticas.

 

Em nota a PMFS afirmou que os ex-funcionários estão aptos para a seleção pública, uma vez que os vínculos contratuais são distintos.

 

Logo após a saída damara Municipal, os manifestantes seguiram para o Ministério Público Estadual, localizado na avenida Getúlio Vargas, onde entraram com uma ação para impedir a seleção e as demissões, sem justa causa.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Venha viver essa experiência! Quem corre é + feliz!
Publicidade
Cruzeiro do Sul
Vilage
Elo Engenharia
Bahia Aqui é Trabalho 1019
Academia First
PMFS Ballet Azul
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas