Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Esportes

todas as notíciasseta


Durante cinco dias, cidade baiana se transforma em capital do Mountain Bike

O evento que tem a supervisão da Confederação Brasileira de Ciclismo (FBC)


15/04/2018 às 05:08h

Durante cinco dias, cidade baiana se transforma em capital do Mountain Bike
Crédito: Divulgação

Entre os dias 18 e 22 de abril a cidade de Santa Teresinha, pelo quarto ano consecutivo será a sede de mais uma edição do Suba 100, o primeiro Challenge de Mountain Bike realizado na Bahia. O município que fica localizado no recôncavo sul da Bahia, 116 km distante de Feira de Santana e 209 km da capital baiana Salvador, carregar um cenário único com 78 formações rochosas chamadas de 'inselbergs' ou apenas 'ilhas terrestres' como chamam os atletas.


O evento que tem a supervisão da Confederação Brasileira de Ciclismo (FBC), tendo como chefe de supervisão Oscar Shimidt, durante o percurso da prova os ciclistas passarão por dois municípios, Castro Alves e Itatim e conta como ápice da trilha: a subida da Serra da Jibóia, uma reserva natural de Mata Atlântica com cerca de 800 metros de altimetria formando o cenário perfeitos para os atletas que praticam o Single Tracks, uma modalidade de Mountain Bike praticada em terrenos de terra, acidentados com montanhas e trilhas.


Segundo organizador do evento o, Pietro Banddini Magalhães, o Suba 100 é considerado uma das quatro melhores provas de MTB brasileira, “No primeiro ano (2015) o evento contou com a participação de 170 atletas, no segundo foram 300, no terceiro 600, e esse ano nos vamos larga com 1.200 ciclistas do Brasil inteiro, vem pessoas de todos os estados da federação”, relata.


OS DESAFIOS DA PROVA


Para os 1.200 ciclistas que já estão inscritos na prova, com certeza o principal desafio não é vencer, mas sim percorrer as 100 milhas, mais de 160 km de um percurso que possui terrenos irregulares com subida e decida asfalto, estrada de chão e lajedo.


A competição é dividida em duas etapas, no sábado (21) a largada está programada para acontecer às 8h, da manhã, na Praça Ápio Medrado, onde os atletas saíram em sentido a Serra dos Neves e Serra da Jibóia, descendo pelo “Rock Garden” da região da Barragem da Casa Forte. Neste estágio serão 62 km de percurso e 2.000 de altimetria acumulados, com muitos Single Tracks, ascensões, descidas técnicas e estradão no trecho de Caatinga Arbórea e Mata Atlântica com dois pontos de hidratação.


Já no dia seguinte, no domingo (22) dada a largada os atletas percorrerão cerca de 93 km de prova, e 1.300 metros de subida acumulada. Neste segundo estágio o percurso será feito na região da caatinga, nele os ciclistas passarão pelas Serras do Boqueirão (onde há a rampa de Vôo livre), pelo distrito de Rio Seco, seguindo para região de dos inselbergs, com destaque para o Morro da Ponta Aguda, Morro da Toca, o Morro Malhado e o Enxadão, pegando trechos técnicos e ascensão elevada tais como o “Rolling Stones” (subida antes de chegar à sede da fazenda do poeta Antônio Sobrinho com uma vista maravilhosa para a região) e a “Casca de Banana”.


Para os atletas que não querem encarar as 100 milhas, o evento disponibiliza ainda o SUBA 50, com largada também no domingo (22), às 8h30, onde os atletas passarão pelo Rolling Stones, Ladeira da Morte, descendo a Pedra Redonda até chegar a Santa Terezinha. A modalidade dividida conta com oito categorias, quase 67 quilômetros e 1.000 metros de altimetria acumulada e três pontos de hidratação.


Visando o incentivo a pratica do esporte, além do Challenge oficial, também será realizado o SUBAKIDS para os filhos dos atletas, moradores e visitante com até dez anos de idade, com inscrições gratuitas e distribuição de premiação aos participantes que completarem o percurso, que será uma volta na cidade com cerca de1 km (distância permitida pela federação brasileira de Mountain Bike).


O garoto humilde conquistou seu espaço no evento

 

Crédito: Divulgação


Filho da cidade de Santa Terezinha, Willian Almeida, 21, é um dos veteranos da prova, ele que é bastante conhecido não só na cidade, mas por todos os atletas do Suba 100, já passou por altos e baixos até se torna um dos melhores ciclistas do Mountain Bike.


No primeiro ano do ano, o jovem que disputou sua primeira prova esportiva através de uma inscrição gratuita feita por um amigo, ganhou destaque exibindo a sua simplicidade e ajuda ao próximo. “O SUBA 100 foi minha primeira prova de Moutain Bike, e eu ganhei notoriedade depois de ter ajudado dois atletas do Rio de Janeiro, com um pedaço de rapadura e um pouco de óleo de motor, naquele dia chovia muito, nós estávamos subindo a ‘ladeira da morte’ e eu percebi que a relação estava muito seca e o desenvolvimento deles já tinha diminuído bastante, ai eu parei ofereci o óleo e o pedaço de rapadura que tinha na mochila. Cheguei na linha de chegada no 17º lugar, graças ao incentivo que eles me deram e a minha determinação”, lembra.


Wiliam recorda ainda que naquele seu primeiro ano, utilizou um sapato inapropriado para esse tipo de competição, e acredita que a sua humildade foi o que mais chamou a atenção dos organizadores do evento. “Eu competi com um tênis bem velhinho, o solado estava até soltando, hoje eu sou garoto propagando do evento não porque sou amigo dos organizadores, e por conta que eu tenho uma história com o SUBA 100 e as pessoas viram e reconheceram. Eu tenho comigo que a humildade deve prevalecer sempre, eles me conheceram de um jeito e eu sou assim até hoje”, conta.


A economia da região fica movimentada durante o evento


Durante os três dias de evento, Santa Terezinha, popularmente conhecida como a capital baiana do voo livre, se transformará também na capital ‘Capital Baiana do Mountain Bike’. De acordo com o Secretário de Cultura, Esporte e Turismo, a expectativa é de aproximadamente 8 mil pessoas visitando a sede do evento nos três dias de prova e consequentemente movimentado a economia não só do município como o da região também. “O município colabora 100% com esse evento, porque é ele quem faz 170 casas, serem transformadas em hospedagem, 140 leitos das pousadas e hotéis serem ocupados durante o período do evento, este ano a cidade recebeu dois novos empreendimentos de hospedagem, sendo uma dentro de uma comunidade quilombola. Então o cuidado que nos temos em sediar esse evento em Santa Teresinha, fortalece a economia, a geração de emprego, de renda, atrair novos investimentos”, menciona.


Assim como aconteceu na edição de 2017, este ano a prefeitura em parceria com a comunidade apresentará mais uma vez a ‘Mostra Cultural’. “Nós vamos apresentar a cultura do nosso povo mais uma vez nesse evento, buscando valorizar o artesão, os artistas da música, as manifestações culturais, regata os folguedos importantes que estavam esquecidos, o que acaba o encanto mais ainda os turistas que chegam”, informa.


Os preparativos para receber os visitantes e os competidores já esta recebendo os toques finais, a estrutura do evento começou a ser montado no início dessa semana, porém como nem tudo são flores, conseguir uma reseva em uma das pousadas da região nessa altura de campeonato é algo quase impossível, no entanto há ainda algumas opções de casas para alugar, e Iure garante que quem visitar a cidade não vai se arrepender de ter conhecido a cultura, o turismo e um povo com uma simpatia encantadora. “Como diz uma canção de Del Feliz ‘simplicidade mora em Santa Terezinha, a minha cidade, terra das sabujas e cariris, morada da felicidade'. Então vem conhecer esse pedaçinho da Bahia, aqui com certeza você vai se encanta com hospitalidade e a simplicidade do povo. Santa Terezinha te espera de braços abertos, estamos aguardando você para voar de asa delta, se aventura nas trilhas de Mountain Bike e MotoCross, além de apreciar o tradicional vinho artesanal do distrito de Pedra Branca que é produzido há mais de 150 anos”, convida.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Música na Geral com a cantora Juliana Ribeiro
Publicidade
Elo Engenharia
Vilage
Santana
FNR 2018
Corrida Kids
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas