Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Geral

todas as notíciasseta


Procon registra aumento de 300% nas reclamações em 2018

A média por reclamações são entre 5 e 6, somente na metade do mês de janeiro o Procon já recebeu mais de 30 denúncias sobre estes problemas


12/01/2018 às 10:59h

Procon registra aumento de 300% nas reclamações em 2018
Crédito: Divulgação

Comprar um móvel para a casa parece uma tarefa muito simples, mas pode se tornar bem complicada quando a loja não respeita os direitos mais básicos do consumidor. Nesse começo de ano é a principal reclamação recebida no Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) que até agora registrou o aumento de 300% em denúncias de compras em lojas físicas e virtuais.


Com o final do ano, muita gente aproveita a folga nas finanças para comprar aquele móvel, ou eletrodoméstico desejado, ou mesmo com o objetivo de suprir uma necessidade. Este foi o caso da dona casa Patrícia Notari, 43 anos, que comprou uma máquina de lavar em novembro e até hoje não recebeu o produto. "Já cansei de ir a loja reclamar e eles não me dão uma justificativa e a situação agora é que estou me sentido lesada porque não me entregam a mercadoria e nem sinalizam que vão devolver o dinheiro", sinaliza Patrícia, que pagou pouco mais de R$ 1 mil por uma máquina de lavar. 


O jornalista Cristiano Alves foi outra pessoa que se envolveu neste tipo de situação. No final do ano passado, ele esteve em uma loja conhecida da cidade onde adquiriu um guarda-roupas e uma cabeceira de cama. Já passaram 12 dias e a loja não deu nenhuma posição de quando entregará as mercadorias, que custaram um total de R$1.780.

 

"É engraçado isso porque não fazem nem dois anos que estive nesta mesma loja e fiz uma compra. Na oportunidade fui bem atendido, retornei, mas para a minha surpresa veio esta decepção: o prazo de entrega era de 48 horas, já se passaram mais de 12 dias e a loja não se manifestou diante do problema. Fui ao Procon para registrar um termo de denúncia, o órgão ligou para o estabelecimento e não conseguimos um retorno. Estamos abrindo um processo judicial", afirmou o jornalista. " E já estou fazendo uma campanha, utilizando minhas redes socais conscientizando as pessoas que não devem comprar nessa loja, onde os clientes são desrespeitados. Será que os donos não veem que isso depõe contra credibilidade da empresa. Paciência: eu quero meus direitos e vou alertar para que as pessoas tenham cuidado na hora de comprar porque podem passar pelo mesmo problema", acrescentou.


NÚMEROS


O diretor do departamento de orientação ao consumidor, Jorge Marques, relatou que 2018 ultrapassou a média de queixas, um fator apontado em todas as cidades da Bahia. "As lojas venderam muito e entregaram pouco. Normalmente a média por reclamações são de 5 e 6, somente na metade do mês de janeiro já notificamos 30 denúncias", disse.


Após o período de festas, o mês sucessor possui uma demanda maior na insatisfação do consumidor. O seguimento de terceirizados e telefonia são as que se mantém na liderança do ranking: em 2017, de janeiro a setembro, 3295 reclamações foram prestadas a esse tipo de empresa. Entre as pioneiras estão: Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa), Claro, Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), GBarbosa Supermercado, Casas Bahia.


Caso o cliente tenha sido lesado, deve se dirigir ao órgão de Defesa do Consumidor para que eles possam entrar em contato com a empresa para que haja a resolução do problema ou a abertura do processo administrativo.


Atrasos na entrega: direitos dos consumidores devem ser assegurados


Para evitar essa dor de cabeça, o primeiro passo é verificar com atenção o prazo estipulado pela loja e avaliar se ele atende às suas necessidades. Lembre-se que, em geral, o período indicado são de dias úteis. Se decidir ir em frente com a compra, guarde um comprovante do prazo informado. Normalmente, as lojas enviam um e-mail com os principais dados da compra, inclusive com o tempo de entrega, mas o consumidor pode tomar um cuidado redobrado e tirar um print screen (foto da tela do computador ou celular), salvando o arquivo ou imprima-o.


Outra dica é checar se há muitas reclamações contra a loja nos órgãos de proteção ao consumidor e sites de reclamação sobre atraso na entrega.


Entrega programada


Algumas redes de varejo oferecem a opção de entrega programada - em que o consumidor escolhe uma data específica para receber o produto. No entanto, em geral essa opção é mais cara e mais demorada dos que os fretes "comuns". Fique atento a esses detalhes e veja se essa alternativa vale a pena. Além disso, a entrega programada também não está imune a atrasos. Dessa forma, os mesmos cuidados valem para esse tipo de frete.


O produto não chegou. E agora?


Se apesar de todos os cuidados o produto não for entregue no prazo estipulado, é recomendável que o consumidor entre em contato com a loja o quanto antes para comunicar o problema e cobrar providências.


O atraso na entrega caracteriza descumprimento de oferta, de acordo com o artigo 35 do CDC (Código de Defesa do Consumidor). Nesse caso, o consumidor pode exigir entre: o cumprimento forçado da entrega; outro produto equivalente; ou desistir da compra e restituir integralmente o dinheiro já pago, incluindo o frete, e também eventuais perdas e danos decorrentes da demora.


Seja qual for a opção escolhida, é recomendável enviar a solicitação por escrito à loja, como e-mail ou carta com AR (aviso de recebimento), a fim de ter um comprovante. O cliente pode fixar um prazo razoável para que o fornecedor resolva o problema (cinco dias, por exemplo). Caso a questão não seja solucionada amigavelmente, entre em contato com o Procon de sua cidade ou procure o JEC (Juizado Especial Cível). 

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Música na Geral com a cantora Juliana Ribeiro
Publicidade
Elo Engenharia
Vilage
Santana
FNR 2018
Corrida Kids
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas