Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Internacional

todas as notíciasseta

Morre britânico que travava batalha legal por eutanásia

Aos 58 anos, Nicklinson só se comunicava por piscadelas e dizia que sua vida havia virado um pesadelo desde o derrame, que o deixou paralisado.


22/08/2012 às 03:36h

Morre britânico que travava batalha legal por eutanásia
Crédito: Divulgação

Morreu nesta quarta-feira (22), o britânico que sofria de síndrome de encarceramento após sofrer um derrame, em 2005, e que travava uma batalha legal pelo direito à eutanásia. Segundo um tuíte postado pela família, Tony Nicklinson "morreu em paz nesta manhã, de causas naturais".

 

Aos 58 anos, Nicklinson se comunicava por piscadelas e dizia que sua vida havia virado um "pesadelo" desde o derrame, que o deixou paralisado.

 

Ele brigava na Justiça britânica pelo direito de ser submetido ao suicídio assistido, alegando que a impossibilidade de fazê-lo o condenaria "a uma 'vida' de sofrimento crescente".

 

Relembre o caso

Na semana passada, a Justiça negou o pedido, considerando que a lei britânica é clara ao considerar a eutanásia um crime de homicídioIsso porque Nicklinson não seria capaz de ingerir sozinho drogas letais, mesmo que elas fossem preparadas por outra pessoa. Ou seja, sua morte teria de ser decorrente de um ato praticado por alguém.

 

Na ocasião, um dos juízes afirmou que uma decisão favorável a Nicklinson "teria tido consequências muito além dos casos atuais". "Ao fazer o que Tony (Nicklinson) quer, a corte estaria fazendo uma grande mudança na lei. E não cabe à corte decidir se a lei sobre morte assistida deve ser mudada. Sob o nosso regime, isso é um assunto para o Parlamento", afirmou o juiz.

FONTE: Da redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Live do Grupo DIBEMCOMAVIDA
Publicidade
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas