Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Moda e Beleza

todas as notíciasseta

Mercado afro cresce apesar da crise econômica

Cynthia Paixão é dona de uma grife de moda praia há 4 anos


20/11/2015 às 11:10h

Mercado afro cresce apesar da crise econômica
Reprodução

O 'mercado negro' tem se mostrado bastante lucrativo. Não, a afirmação não faz referência a nenhuma prática ilícita. É que a venda de produtos e serviços pensados para a comunidade afro está entre os segmentos que continuam crescendo apesar da crise.


"Existe um resgate do significado de ser negro. Não se espera mais a padronização e sim a valorização das diferenças. Os negros, historicamente excluídos, querem ser vistos. Consomem e são empreendedores", diz o sociólogo Felipe Rocha.


Dona de uma grife de moda praia há 4 anos, Cynthia Paixão, 30, conta que faz questão de colocar algo nas peças que reafirme a identidade da mulher negra, seja nos cortes, que valorizam as formas, ou nas estampas étnicas.


A marca vem fazendo bonito e a empresária dá o crédito ao fato de ser um produto que prioriza mulheres negras e 'plus size'. "Podemos oferecer um serviço pelo qual estamos realizando sonhos, e isso agrega. A crise deixa de existir para nós. Temos algo inovador, estamos fazendo a diferença".
Para o economista George Oliveira, por causa do racismo, os negros estão habituados a criar alternativas de sobrevivência. "Serviços e produtos de beleza voltados para os negros estão em alta", atesta.


Referência


Além de ser empresária, Cynthia Paixão carrega sobre a cabeça uma coroa. Ela foi Deusa do Ébano do Ilê Aiyê, em 2014, e diz que isso influenciou muito as suas escolhas.
"Quando fui rainha do Ilê, pude ampliar minha visão. Aprendi como me posicionar diante a uma sociedade cruel e preconceituosa. Fui a primeira candidata gordinha e isso quebrou muitas barreiras. Hoje, sou referência para muitas mulheres e me sinto feliz em poder representar todas", diz a empresária.


Autoestima


Pulseiras, turbantes, brincos, colares. Se tem algo que reafirme a beleza de ser negão, então será um dos objetos mais procurados da loja de Najara Souza, mais conhecida com Najara Black. A sua marca - N'Black - se tornou uma referência para quem busca comprar acessórios e roupas que atestem o orgulho da raça.


Além disso, ela faz intercâmbio com empresários negros de outros estados, que usam sua loja para vender seus produtos. A 'preta', como ela gosta de ser chamada, é a queridinha do momento e veste várias celebridades, como Magary Lord.
 

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO 1020

TVGeral

Debate entre os candidatos a vice-prefeito de Feira de Santana
Publicidade
PMFS
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas