Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Moda e Beleza

todas as notíciasseta

Cera quente demais pode causar manchas na pele

Alguns métodos são mais propícios a causar o problema do que outros, a cera quente e o laser são os que mais provocam reclamações femininas nesse sentido.


08/08/2012 às 10:10h

Cera quente demais pode causar manchas na pele
Crédito: Divulgação

Mesmo quem não tem tendência a desenvolver hiperpigmentação da pele precisa ficar atenta a uma das possíveis consequências da depilação ou, pelo menos, da depilação malfeita, as manchas na peleAlguns métodos são mais propícios a causar o problema do que outros. Por exemplo, a cera quente e o laser são os que mais provocam reclamações femininas nesse sentido.

 

Isso não significa que seja comum ou normal ter esse problema, que geralmentedecorre de erros como usar a cera em temperaturas quentes demais ou aplicar o laser em uma frequência alta e inadequada. A hipercromia [manchas] pode ocorrer também quando a pessoa se expõe ao sol logo após a depilação, sem protetor solar.

 

Para saber se a cera está na temperatura certa é preciso observar a consistência, pois ela  é um bom parâmetro para identificar se está numa temperatura agradável, se a cera estiver muito líquida, é porque está muito quente e pode causar queimaduras e manchas. Assim, opte sempre pela cera que está um pouco mais consistente.

 

Também é perigosa a chamada queimadura por atrito, lesão causada quando são feitas várias aplicações da cera na mesma região, e em uma mesma sessão. Para evitar, recomenda-se não aplicar a cera mais de duas vezes no mesmo local, para não agredir a região.

 

Prevenir e tratar
 

Para prevenir as manchas é ideal esfoliar bem a pele ao menos um dia antes da depilação, que isso prepara a pele para receber tratamentos, quanto menos a superfície for agredida, menor o risco de manchas.

 

Mas, se as manchas apareceram, ainda jeito de resolver. Um dos métodos mais garantidos para se livrar delas é a luz intensa pulsada. Essa luz é absorvida pelos pigmentos da mancha, assim, a energia luminosa se transforma em energia térmica, processo que desfaz a pigmentação. Para  chegar à aparência ideal, são indicadas de três a cinco sessões, podendo variar de acordo com a resposta da pele de cada paciente.

 

ainda os cremes clareadores, que devem conter ativos como a hidroquinona. O ideal é que sejam manipulados por um dermatologista, que saberá a concentração indicada para seu caso. Para a região do rosto ainda novidades no mercado, como o creme à base de alpha-arbutin.

 

Segundo o professor de cosmetologia, a maior parte dos clareadores de pele disponível hoje é feita com arbutin, ativo que se degrada em duas ou três semanas após a fabricação, reduzindo, desta maneira, sua eficácia. a nova versão da molécula, chamada de alpha-arbutin, é mais poderosa.

 

Vale lembrar ainda que, durante qualquer um desses tratamentos, é preciso ficar bem longe do sol, que pode piorar as manchas. Esse conselho vale mesmo para quem tem pele escura, apesar de as claras serem mais sensíveis, as primeiras sofrem mais com as manchas, devido à hiperpigmentação natural. É por isso que, em geral, não se recomenda usar laser nesse tipo de pele.

FONTE: Da redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO

TVGeral

Live Maryzelia
Publicidade
Estácio
BAHIA AQUI É TRABALHO
Live Mercante
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas