Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Municípios

todas as notíciasseta

Apreendidos 40 ingressos para o jogo Bósnia x Irã

As cinco pessoas foram conduzidas à sede da Decon, na Rua Carlos Gomes, e liberadas depois de a delegada titular Carla Ramos lavrar os Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs)


25/06/2014 às 08:27h

Nos quatro jogos realizados na Arena Fonte Nova, em Salvador, durante da primeira fase da Copa do Mundo, policiais da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon) apreenderam um total de 128 ingressos oficiais, no entorno do estádio, com 39 pessoas – parte delas estrangeira -, que tentavam comercializá-los por preços acima dos estipulados pela FIFA.

 

Na partida desta quarta-feira (25), entre Irã e Bósnia, houve a apreensão de 32 ingressos, com dois nigerianos, e outros oito, com três brasileiros, totalizando 40 bilhetes.

 

Assim como os cambistas flagrados nos três jogos anteriores, essas cinco pessoas foram conduzidas à sede da Decon, na Rua Carlos Gomes, e liberadas depois de a delegada titular Carla Ramos lavrar os Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs). A operação policial no entorno da Arena Fonte Nova é realizada com o apoio da Delegacia de Repressão ao Estelionato e Outras Fraudes (DREOF) e da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap).

 

No jogo França x Suíça, no dia 20, os policiais apreenderam 38 ingressos com um grupo de 15 pessoas - seis alemães, três americanos, dois franceses, dois suíços e dois brasileiros. No dia 16, foram apreendidos mais 17 ingressos destinados ao jogo Alemanha x Portugal, que seriam vendidos clandestinamente por sete pessoas - um austríaco, um francês, um inglês, um alemão e três brasileiros.

 

Estatuto do Torcedor

 

No primeiro jogo oficial da Copa 2014 em Salvador, no dia 12, entre Holanda e Espanha, as equipes da Decon, da DREOF, e da Dececap apreenderam 33 ingressos no entorno da Fonte Nova em mãos de 12 cambistas – oito brasileiros, dois franceses, um iraniano e um espanhol.

 

A operação policial para coibir a venda clandestina de ingressos será mantida nos jogos das próximas fases da Copa, programados para a capital baiana.

 

A delegada Carla Ramos adverte que, segundo o Estatuto do Torcedor, é crime comercializar ingressos por valores acima do descrito no bilhete. “Quem desistir de assistir aos jogos pode acessar o site da FIFA e renegociar a recompra do ingresso e a devolução do dinheiro empregado”, recomenda. 

FONTE: SECOM/BA
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO

TVGeral

Live Rodrigo e Gabbriel EVOLUTION
Publicidade
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas