Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Municípios

todas as notíciasseta

Salvador amanhece sem ônibus apesar do acordo do sindicato

Os rodoviários alegaram que não foram comunicados pelo sindicato e que o acerto foi feito a portas fechadas


27/05/2014 às 10:29h

Salvador amanhece sem ônibus apesar do acordo do sindicato
Crédito: Reprodução

Apesar do entendimento entre patrões e rodoviários ontem, na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), alguns motoristas que não concordaram com a proposta fizeram manifestações em diversos pontos da cidade. Os rodoviários alegaram que não foram comunicados pelo sindicato e que o acerto foi feito a portas fechadas. Reunidos  no Sindicato dos Eletricitários (Sinergia), o movimento afirmou que iria parar a partir da meia noite desta terça (27).
 
Em consequência, alguns motoristas a favor da greve abandonaram os veículos nas ruas e outros estacionaram os ônibus nas principais estações de transbordo da cidade – Lapa, Pirajá e Mussurunga. O resultado foi um enorme caos em toda a cidade com vários pontos de engarrafamentos, além de muita gente seguindo a pé pelas ruas. Indignados com a situação, pedestres apedrejaram alguns veículos.
 
O diagramador Lois Andrade teve que recorrer ao transporte alternativo. “Paguei R$ 10 numa mototáxi para não perder o horário e não chegar atrasado ao trabalho. Não passava ônibus e os pontos ficavam cada vez mais lotados com o passar do tempo”, relatou. A  vendedora Karla Cristina Oliveira Cerqueira também reclamou sobre a atitude dos motoristas. “Isso é um absurdo. Não passava nenhum transporte, então fui andando para outro ponto mais distante, consegui entrar num ônibus lotado e só cheguei em casa três horas depois”, contou a trabalhadora que fica o dia todo em pé.
 
O Ministério Público do Trabalho (MPT) divulgou que, apesar da aprovação na assembleia dos trabalhadores, em caso de o acordo não ser assinado, já está agendado para esta terça-feira (27) às 8h30, na sede do Tribunal Regional do Trabalho, em Nazaré, o julgamento do dissídio coletivo dos rodoviários. 
 
Nesse caso, é o tribunal quem arbitra os termos que constarão na convenção dos trabalhadores do setor, a partir da pauta de reivindicações e das contrapropostas. O procurador do trabalho Jairo Sento-Sé já está escalado para atuar nesse julgamento representando o MPT, mas espera que o que ficou acordado seja cumprido, evitando a greve e obtendo-se um acordo entre as partes.
 
Repercussão na Rede
 
Nas redes sociais, internautas postavam fotos do caos e comentavam a situação. “Nesse caos, eu queria um helicóptero agora. Complicado demais”, dizia uma internauta. “Presa no engarrafamento. Ninguém merece”, dizia outra. “Gente voltando pra casa andando. Pessoas espremidas nos coletivos. Pontos de ônibus lotados de pessoas sem saber como irão voltar pra casa. Motoqueiros assaltando. Ônibus sendo apedrejado.... A cidade tá um caos!”, publicou um internauta.

FONTE: Tribuna da Bahia
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Live Afrodisíaco com Pierre Onassis
Publicidade
Estacio  ON
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas