Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Geral

todas as notíciasseta

Escola pública mais próxima das ações da Justiça

A iniciativa busca aproximar a Justiça do Trabalho da sociedade, envolvendo sobretudo estudantes, professores e gestores de escolas públicas.


20/05/2013 às 02:50h

Escola pública mais próxima das ações da Justiça
Foto divulgação Secom

 

O programa Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC), uma realização da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, foi apresentado a gestores e coordenadores pedagógicos das escolas municipais nesta sexta-feira (17), no auditório da Secretaria de Saúde.

 

Os educadores das escolas e técnicos da Secretaria de Educação conheceram de perto o programa. A partir da sensibilização dos profissionais, a Associação dos Magistrados daRegião, da qual Feira de Santana faz parte, quer integrar os demais professores e principalmente estudantes.

 

O programa pretende divulgar as informações pertinentes ao campo da justiça, sobretudo aquelas referentes à área do trabalho. Os alunos conhecem de perto a estrutura, as ações e o funcionamento da justiça; os direitos humanos; e os diversos mecanismos e garantias existentes no país que apoiam o cidadão, como a carteira de trabalho e o seguro desemprego, entre outros.

 

Através das ações do TJC, a Associação de Magistrados vai oferecer formação aos professores envolvidos e sensibilizá-los para a abordagem dos temas em sala de aula.  A juíza Dorotéia Silva Mota, titular daVara do Trabalho e coordenadora do TJC em Feira, disse que o direito à cidadania é um tema de interesse público e, como tal, pode integrar as atividades em sala de aula, contribuindo significativamente para a formação dos estudantes. "Em muito pouco tempo, eles vão estar no mercado, muitos até trabalham. Então, nosso objetivo é ampliar a formação que eles recebem na escola, acrescentando orientações específicas do campo do direito", alertou a juíza.

 

A Seduc apoiou a iniciativa e está estudando a possibilidade de ampliar a oferta do programa também para turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e do programa Topa, cujas aulas são oferecidas no turno da noite. "Esta é uma iniciativa muito interessante para a escola pública porque os nossos alunos vão ter acesso a uma gama de informações muito mais ampla sobre seus direitos e sobre o vasto mundo do trabalho", observou a chefe de Gabinete da Seduc, professora Ana Paula Soto que representou a secretária Jayana Ribeiro.

FONTE: SECOM/PMFS
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Live Lagedor
Publicidade
Estacio  ON
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas