Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Covid-19

todas as notíciasseta

Taxa de ocupação de UTI na Bahia estagna em 83%

Secretária estadual de Saúde em exercício diz que situação é mais grave nas regiões leste, sul, sudoeste, extremo sul e Salvador


01/03/2021 às 05:48h

Taxa de ocupação de UTI na Bahia estagna em 83%
Foto: Reprodução/TV Bahia

A secretária estadual de Saúde em exercício, Tereza Paim, disse que a taxa de ocupação de UTI na Bahia estagnou em 83% após uma semana de medidas restritivas em quase todo o estado. De acordo com ela, a situação é mais grave nas regiões leste, sul, sudoeste, extremo sul e Salvador.

 

Na capital baiana, a preocupação se deve a quantidade dos leitos de UTI porque eles também atendem a demanda vinda do interior, além de Salvador e região metropolitana. Ainda segundo Paim, crianças também estão sendo internadas, mas apresentam baixa taxa de mortalidade quando comparadas as outras faixas etárias.

 

“As crianças têm várias infecções ao longo da primeira infância. Isso faz com que elas tenham mais imunidade”, explicou Tereza Paim, em entrevista à TV Bahia, nesta segunda-feira (1).

 

Com isso, a secretária em exercício se juntou a outros secretários no país e defendeu o toque de recolher nacional como medida de enfrentamento ao avanço do contágio do coronavírus.

 

“A gente não quer tirar o emprego de ninguém. O que a gente não quer é ter mais mortes. […] Então, o toque de recolher é para evitar que as pessoas ao saírem do trabalho vá para a aglomeração. […] Medidas mais drásticas às vezes precisam ser tomadas”, pontuou.

FONTE: bahia.ba
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Live com Antonio Dyggs sobre o pagamento do Instagram para perfis comerciais
Publicidade
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas