Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Brasil

todas as notíciasseta

Operação Acolhida tem recursos para interiorizar idosos

Foram investidos mais R$ 120 mil para o abrigamento de 25 venezuelanos em Nova Iguaçu (RJ)


28/11/2020 às 12:10h

Operação Acolhida tem recursos para interiorizar idosos
Crédito: ©️ACNUR/Allana Ferreira

Desde o início da Operação Acolhida, coordenada pelo Governo Federal, 44 mil venezuelanos foram interiorizados em diferentes estados brasileiros, com o propósito de ter um recomeço de vida com dignidade, liberdade e oportunidades. Nesta semana, 25 idosos foram interiorizados no município de Nova Iguaçu (RJ). O Ministério da Cidadania, responsável pela Coordenação do Subcomitê Federal para Interiorização, está repassando mais R$ 120 mil para a conclusão do processo que beneficiará também 25 indígenas que já se encontram no município.

 

A coordenadora do Subcomitê Federal de Acolhimento, Niusarete de Lima, destaca a importância do apoio dos municípios para o acolhimento desses venezuelanos. "Ao longo do período em que estruturamos ações de apoio a esses imigrantes, percebemos que, principalmente na estratégia de interiorização, tem sido mais difícil conseguirmos oferecer a pessoas idosas novas oportunidades em outros municípios para além de Roraima. Então, quando um município se dispõe a receber um grupo de idosos para acolhimento e inclusão nos bens e serviços locais, temos que valorizar e agradecer aos gestores por isso", afirma.

 

Em parceria com a Acnur e o município de Nova Iguaçu (RJ), alguns dos venezuelanos desse grupo embarcaram em voo fretado pela Força Aérea Brasileira nesta quarta-feira (25). Os demais irão para o destino final em uma próxima etapa. Os 50 venezuelanos serão recebidos no acolhimento emergencial cofinanciado pelo Ministério da Cidadania.

 

Noel Antonio Rodriguez, de 67 anos, foi um dos selecionados para fazer parte do grupo de interiorizados. Ele conta que veio sozinho da Venezuela e ficou dois anos em Boa Vista, em um dos abrigos oferecidos pela Operação Acolhida. "Nunca fiquei tão feliz com essa oportunidade que estão me dando", diz, empolgado, minutos antes do voo. "Os brasileiros sempre me trataram bem e agora estamos indo para o Rio de Janeiro. Estou muito alegre. Quero trabalhar por minha conta, ser empreendedor, quem sabe vender cachorro quente, estou animado".

 

Jesus Conceição Romero, de 78 anos, tem história similar. Ele atravessou sozinho a fronteira e enxerga na interiorização uma oportunidade de trazer a família, que ainda vive na Venezuela. "Estou tranquilo para viajar. Vou matar a saudade de quando viajava de Caracas para todos os lugares na Venezuela, mas estou mais feliz porque esse voo está nos levando para uma nova vida. Quero trabalhar e trazer minha família para perto", afirma Jesus.


"Sabemos que ainda temos muito a caminhar no fortalecimento das nossas políticas públicas para as pessoas idosas brasileiras, mas ser uma pessoa idosa fora do seu país de origem, numa situação onde não se conhece nada, sequer o idioma, é muito difícil", pontua Niusarete.

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Desafio dos Craques, com a presença de Jorge Wagner
Publicidade
Corre que cura
DESAFIO CORRER É VIDA
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas