Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Saúde

todas as notíciasseta

Dia nacional de combate: saiba mais sobre a trombose

As suas principais causas têm ampla variedade


17/09/2020 às 04:15h

Dia nacional de combate: saiba mais sobre a trombose
Crédito: Divulgação

Desde 2009, o dia 16 de setembro foi escolhido pelo Congresso Nacional para ser o Dia Nacional de Combate e Prevenção à Trombose. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, essa é uma das doenças cardiovasculares com maior número de casos fatais em todo o mundo. Ela acontece quando coágulos são formados dentro das veias, e nos seus casos mais graves, pode se desenvolver como uma embolia pulmonar, ou mesmo um acidente vascular cerebral (AVC).


As suas principais causas têm ampla variedade e dentre elas estão a utilização de anticoncepcionais e tratamento hormonal, tabagismo, excesso de tempo sentado ou deitado, fatores hereditários, gravidez, varizes, idade, insuficiência cardíaca, tumores malignos, obesidade, história prévia de trombose venosa.


De acordo com o angiologista Sérgio Possídio, “a trombose assusta, a quantidade de causas impressiona, mas ela não é um bicho de sete cabeças. Ela é tratável e, principalmente, prevenível. Uma alimentação saudável, controle de peso corporal a prática de exercícios físicos e algumas outras medidas como evitar consumo de álcool e tabagismo reduz as chances de aparecimento dessa doença”, explicou.


Dores nas pernas, inchaço, calor e vermelhidão, bem como o enrijecimento da musculatura da região afetada são sinais que devem ser observados, e um médico deve ser procurado imediatamente, já que o risco de complicações mais sérias cresce com o tempo que se leva para buscar socorro e tratamento para crises de doenças cardiovasculares. Outros sintomas são respiração curta e rápida e palpitações, podendo acontecer algum desmaio, tosse com sangue, dor no peito ou nas costas (que não é comum).


CORONAVÍRUS


Dr. Sérgio ainda destaca que em tempos de coronavírus, a importância de estabelecer uma relação de cautela ainda maior em relação às tromboses pode significar a diferença entre a vida e a morte. “Sabemos que algumas condições colocam um indivíduo no grupo de risco, e as doenças cardiovasculares estão entre as que mais aumentam a vulnerabilidade dos pacientes”, alerta. “Isso acontece pelo fato da covid-19 agir diretamente no coração e no pulmão dos infectados, órgãos que são vitais para a manutenção da vida, e também alvos preferenciais da trombose”, acrescenta.


De acordo com um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular - Seção Rio de Janeiro (SBACV-RJ), a Covid-19 predispõe o aparecimento de trombos (coágulos) venosos ou arteriais, como uma manifestação secundária à inflamação.


Com base nessa informação, Dr. Possídio finaliza ao enfatizar que “Tudo isso nos leva a reforçar as recomendações médicas de prevenção ao coronavírus e destacar que a medicina preventiva realmente é o melhor caminho para atravessar estes estranhos novos tempo”. 

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO 1020

TVGeral

Debate entre os candidatos a vice-prefeito de Feira de Santana
Publicidade
PMFS
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas