Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Geral

todas as notíciasseta

Aérea sem data para retomada de operações em aeroporto

A base da aérea sediada no Aeroporto Governador João Durval Carneiro, em Feira de Santana, ainda não foi contemplada


10/08/2020 às 04:05h

Aérea sem data para retomada de operações em aeroporto
Crédito: Reprodução

A Azul Linhas Aéreas gradualmente vem retomando as atividades no estado da Bahia, ainda durante a pandemia, com operações em aeroportos de importantes cidades do interior onde possui bases. Apesar desta retomada, a base da aérea sediada no Aeroporto Governador João Durval Carneiro, em Feira de Santana, ainda não foi contemplada.


A áerea atualmente está em atividade na cidade turística de Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, desde 21 de julho, com voos diretos com saídas de Belo Horizonte, desde 21 de julho, com frequência às terças, quintas, sextas e sábados e de Campinas desde 25 de julho, com a aeronave partindo de São Paulo aos sábados e voos saindo do litoral baiano aos domingos.


Em Vitória da Conquista, desde 3 de agosto, no Aeroporto Glauber de Andrade Rocha, são voos diretos para Viracopos, em Campinas, com frequências às segundas, quartas, sextas e domingos. A empresa também confirmou que o Aeroporto de Ilhéus - Jorge Amado retomará as atividades em 18 de agosto, com voos às terças, quintas, sextas e sábados para Belo Horizonte, Minas Gerais. Na última sexta-feira (7), a Azul comunicou que o Aeroporto de Barreiras, no oeste baiano, voltará as atividades em 9 de setembro, com frequências realizadas às segundas, quartas e sextas, tendo como destino Belo Horizonte.


"Com a reabertura de Barreiras, a Azul amplia a cobertura pelo modal aéreo na Bahia, oferecendo mais possibilidades aos clientes baianos. A cidade será a quinta base operada pela Azul no estado – as outras são Porto Seguro, Ilhéus, Vitória da Conquista e a capital, Salvador", disse a empresa em nota, sem citar Feira de Santana.


Sobre as operações na segunda maior cidade do estado, cuja a requalificação do aeroporto, reinaugurada em 2014, custou ao governo do Estado R$ 5 milhões, além do contrato de 25 anos para a concessão do equipamento a Aeroporto Feira de Santana S.A. (AFS), de R$ 50 milhões, questionada pela reportagem do jornal FOLHA DO ESTADO, a empresa foi sucinta. "Em Feira, ainda não temos previsão de retorno", afirmou. O aeroporto de Feira de Santana é um dos equipementos regionais sem operações da áerea desde 23 de março.  

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO

TVGeral

Live Mareô com canções consagrada, mesclando com o que há de melhor do ritmo na atualidade.
Publicidade
PMFGS Covid
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas