Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Saúde

todas as notíciasseta

Ar condicionado em ambientes coletivos requer atenção

Indústria de refrigeração prepara-se para apoiar usuários de sistemas centrais de ar, orientando sobre cumprimento das normas técnicas


28/07/2020 às 04:01h

Ar condicionado em ambientes coletivos requer atenção
Crédito: Reprodução

A reabertura das atividades comerciais, especialmente os shopping centers, está mobilizando a indústria de manutenção de sistemas de ar condicionado na Bahia. O setor se prepara para um aumento da demanda por serviços de manutenção e modernização dos equipamentos, em razão da presença do novo coronavírus, que exigirá um maior controle dos sistemas centrais de ar condicionado, de forma a assegurar o ar limpo e renovado os ambientes de grande circulação.


“A pandemia nos trouxe a necessidade de renovar estes sistemas, muitas vezes mal projetados, sem renovação do ar ou filtragem adequada, o que pode se tornar um problema, considerando que a perspectiva de circulação do vírus será muito mais longa do que se acreditava inicialmente”, explica o presidente do Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar do Estado da Bahia (Sindratar-Ba), Carlos Cohim. O sindicato faz parte da base de associados da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB).


Carlos Cohim acredita que a retomada efetiva para o setor se dará a partir de outubro, já que, atualmente, os principais clientes do segmento encontram-se com suas atividades paralisadas, como é o caso dos shopping, e, também, descapitalizados. O período de três meses acredita que será o necessário para que as empresas possam se recapitalizar e voltar a fazer novos investimentos.


O presidente do Sindratar explica que já foi iniciada uma mobilização dos sindicatos em nível nacional visando levar esta conscientização às empresas e também viabilizar junto aos órgãos de financiamento a liberação de linhas de crédito para adequação (e modernização) dos sistemas de refrigeração e ventilação em ambientes fechados.


AÇÕES EDUCATIVAS


Na Bahia, o Sindratar está também conversando com o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (CREA) para que sejam realizadas fiscalizações educativas. O objetivo é verificar se os sistemas de ar condicionado de uso coletivo estão adequados às normas técnicas e de manutenção. Para isso, o sindicato está trabalhando para capacitar fiscais do CREA e da Vigilância Sanitária.


A proposta é verificar o cumprimento do Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) dos sistemas de climatização, visando à eliminação ou minimização de riscos potenciais à saúde. O PMOC está previsto na Lei nº 13.589, de 4 de janeiro de 2018, que estabelece a obrigatoriedade do plano para quaisquer edifícios de uso público e coletivo que possuírem ambientes de ar interior climatizados.


“Para o Sindratar e o CREA é uma oportunidade de prestação de serviço à sociedade neste momento de pandemia”, acrescenta o presidente do Sindratar, que tem na sua base de afiliados mais de 20 empresas do segmento de refrigeração e aquecimento.  

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO

TVGeral

Live Rodrigo e Gabbriel EVOLUTION
Publicidade
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas