Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Covid-19

todas as notíciasseta

Municípios da região devem receber 2.7 mil protetores faciais até 1 de julho

A distribuição está sendo realizada na UFRB de Feira de Santana, das 8h às 14h


26/06/2020 às 05:03h

Municípios da região devem receber 2.7 mil protetores faciais até 1 de julho
Crédito: Reprodução

Entre os dias 25 de junho e 1 de julho, o CoronaVidas vai entregar 2.730 protetores faciais para 29 municípios da região de Feira de Santana. A distribuição está sendo realizada na UFRB de Feira de Santana, das 8h às 14h. A produção das máscaras é viabilizada por meio de doações da sociedade civil (voluntários) e de empresas (como a Injeplast, apoiadora do projeto). O objetivo do projeto é proteger profissionais da saúde que estão na linha de frente na luta contra o novo coronavírus.


No CoronaVidas, a produção dos protetores faciais acontece de forma descentralizada, em hubs espalhados em diferentes municípios e regiões do país: Feira de Santana, Vitória da Conquista, Jequié, Ilhéus, Cruz das Almas, Itabuna (todos na Bahia); São Paulo, Marília e Vale do Paraíba (SP); e Dourados (MS), Rio de Janeiro (RJ) e Manaus (AM). O projeto está à disposição para auxiliar na abertura de outros hubs, garantindo, dessa forma, o aumento do fluxo de produção e distribuição destes EPIs que protegem os profissionais da saúde. Desde sua criação, em março, a iniciativa (que surgiu na Bahia e já chegou a outros estados) distribuiu 160 mil máscaras.


A distribuição das máscaras é baseada na análise das solicitações enviadas por unidades de saúde e secretarias municipais. Uma equipe multidisciplinar é responsável pela avaliação dos pedidos, que envolvem critérios como o número de casos confirmados e óbitos por coronavírus confirmados na região. A análise também considera dados demográficos coletados via censo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


A iniciativa conta com o apoio da Ong Instituto Pepo, que desenvolveu protocolos de segurança para montagem e distribuição das máscaras. É sempre válido lembrar que o CoronaVidas é um projeto voluntário e, portanto, depende de recursos para continuar produzindo e doando face shields. 

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Desafio dos Craques, com a presença de Jorge Wagner
Publicidade
Corre que cura
DESAFIO CORRER É VIDA
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas