Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Concurso e Emprego

todas as notíciasseta

86% gostariam de continuar no home office

49% dos entrevistados disseram ter melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal sem o deslocamento diário; por outro lado, 74% estão preocupados com a perda de seus empregos


07/06/2020 às 12:28h

 86% gostariam de continuar no home office
Crédito: Reprodução/EPTV

O isolamento provocado pela pandemia do coronavírus pode mudar a rotina de trabalho para muita gente - mesmo depois que ela se for. Segundo uma pesquisa feita por uma empresa de recrutamento que seleciona profissionais especializados para cargos de média e alta gerência, 86% dos profissionais entrevistados gostariam de trabalhar remotamente com mais frequência quando as restrições de permanecer em casa forem flexibilizadas.

 

O estudo mostra ainda que 74% estão preocupados com a perda de seus empregos e 52% acreditam que estão trabalhando mais horas em casa do que antes. Já 49% dos profissionais de escritório que fizeram a transição para o trabalho remoto disseram ter melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal sem o deslocamento diário. Outros 64% disseram que vão repensar o “aperto de mãos” nos negócios no futuro.

 

A pesquisa online foi feita pela Robert Half de 4 a 21 de maio e inclui respostas de mais de 800 trabalhadores com 18 anos ou mais, empregados nos escritórios brasileiros. Veja abaixo o detalhamento do estudo:

 

O lado positivo da pandemia

 

Entre os entrevistados, 78% disseram que estão trabalhando em casa. Eles foram questionados sobre: “Qual dos seguintes sentimentos positivos você sentiu em relação ao seu trabalho nas últimas semanas?”. Respostas múltiplas foram permitidas.

 

Sei que é possível realizar meu trabalho em casa: 67%

 

Meu equilíbrio entre trabalho e vida pessoal melhorou por não haver necessidade de deslocamento: 49%

 

Estou mais confortável usando tecnologia: 25%

 

Me aproximei dos colegas: 10%

 

Me aproximei do meu chefe: 9%

 

Apesar de todos os sentimentos positivos, 52% acreditam que estão trabalhando mais horas em casa do que antes. Apenas uma minoria (15%) disse estar trabalhando menos horas no home office.

 

Planejamento de carreira

 

Os profissionais também foram questionados sobre o quanto estão preocupados com a possibilidade de perderem o emprego atual como resultado da pandemia. Os resultados mostraram que 74% deles estão preocupados com a perda de seus empregos, sendo que 28% estão muito preocupados e 46% estão um pouco preocupados.

 

Eles também foram questionados sobre: “Você está reavaliando suas prioridades de carreira como resultado da pandemia Covid-19?”. Respostas múltiplas foram permitidas. Veja abaixo os resultados:

 

Sim, estou reavaliando meu equilíbrio entre vida pessoal e profissional e considerando possíveis novas opções de carreira: 35%

 

Não, estou feliz com minha carreira atual: 26%

 

Como os impactos da pandemia são contínuos, as condições econômicas podem me impedir de mudar de carreira (mesmo que eu queira): 20%

 

Sim, estou ativamente procurado uma nova carreira/cargo: 19%

 

Os resultados indicam que a pandemia está fazendo com que muitos trabalhadores parem e reavaliem seus planos e aspirações futuras de carreira.

 

Retorno ao escritório

 

De acordo com a pesquisa, os profissionais brasileiros esperam mudanças no local de trabalho:

 

86% gostariam de trabalhar remotamente com mais frequência do que antes da pandemia

 

45% acreditam que será mais difícil construir relacionamentos fortes com colegas se as equipes não estiverem no mesmo prédio

 

53% dos profissionais se preocupam em estar muito próximos dos colegas no retorno aos escritórios

FONTE: Com informações do G1
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Live Afrodisíaco com Pierre Onassis
Publicidade
Estacio  ON
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas