Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Carnaval

todas as notíciasseta

Divulgado segundo balanço do Carnaval 2013

Os dados foram divulgados na manhã desta quarta (13)


13/02/2013 às 03:23h

Divulgado segundo balanço do Carnaval 2013
Crédito: Reprodução/Tatiana Azeviche-Setur/BA

 

O segundo balanço das ações do Carnaval 2013 foi divulgado na manhã desta quarta-feira (13), no Campo Grande.


Segurança 

De acordo com o Secretário da Segurança Pública (SSP), Maurício Barbosa, a operação resultou no aumento de alguns índices de registros de ocorrências policiais. O número de pessoas conduzidas para unidades policiais foi de 856, um acréscimo de 150,3% comparado à folia em 2012, que registrou 342 conduções. O número de prisões em flagrante nos três circuitos da folia foi de 144, um aumento de 94,6% comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram efetuadas 74.

A polícia ainda conduziu 323 pessoas às unidades policiais por uso e tráfico de drogas, um aumento de 115,3% comparado ao ano passado, quando 150 foliões foram flagrados consumindo ou vendendo drogas. E um aumento de 52,9% (26 em 2013 e 17 no ano passado), em relação a apreensão de armas de fogo e branca.

 

Foram lavrados 483 termos circunstanciados de ocorrência para quem cometeu crimes de menor potencial ofensivo. O aumento foi de 90,2%, que em 2012 foram computados 254 TCOs.

Apenas um homicídio foi computado, assim como no ano passado. As tentativas de homicídio também ficaram estáveis com cinco registros neste ano e a mesma quantidade em 2012. A polícia registrou ainda uma lesão corporal seguida de morte, ocorrida na madrugada de domingo (10), no circuito Dodô.


o índice de lesão corporal teve um aumento de 10%, com 220 registros em 2013, contra 200 no ano passado. Foram contabilizados 121 no circuito Osmar, 97 ocorrências no percurso Barra/Ondina e apenas dois casos no Centro Histórico (Batatinha).

No quesito roubo (crime cometido com uso de violência) houve o aumento de apenas 1%, com 94 registros este ano, contra 93 em 2012. No circuito Osmar (Centro) foram 20 roubos, 71 entre a Barra e Ondina e três casos no circuito Batatinha (Centro Histórico). Os furtos subiram 15,3%, sendo 829 casos em 2013, contra 719 no ano passado. No Centro foram 104 casos, 717 no circuito Dodô (Barra/Ondina) e oito registros no Centro Histórico.


Durante o período da festa foram realizadas 521 conduções a delegacias e sete adolescentes apreendidos, 115 armas brancas e três armas de fogo apreendidas. Ao todo, foram registradas 24 ocorrências, envolvendo uso ou porte de droga.

 

Turismo

Durante o Carnaval, a ocupação hoteleira dos hotéis dos circuitos da festa foi de 94%. Nos estabelecimentos mais afastados da folia, a taxa chegou a 89%, perfazendo uma taxa de 90% para o período momesco na cidade. De acordo com a Infraero, 300 mil pessoas circularam pelo aeroporto durante a folia.

 

Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e o Distrito Federal representaram 27,7% dos turistas brasileiros atendidos no Guias e Monitores do Carnaval. Entre os estrangeiros, destaque para os argentinos, norte-americanos, espanhóis, israelenses, franceses, chilenos, italianos e alemães. Este ano, foram registrados muitos atendimentos a australianos (497), canadenses (280), japoneses (194) e suíços (154).

Saúde

Da sexta-feira (8) até a manhã de quarta-feira (13), os seis hospitais, as quatro unidades de emergência e a UPAs de Escada e de Roma, que funcionaram durante o carnaval com reforço efetivo, em apoio aos postos de saúde do município de Salvador, registraram um total de 217 atendimentos. Em 2012, durante o mesmo período, foram 204 atendimentos.

Das unidades que contaram com o reforço especial de plantões durante o período carnavalesco, o Hospital Geral do Estado (HGE) contabilizou o maior número de atendimentos: 139, seguido do Hospital Ernesto Simões Filho, com 27, UPA de Escada (17) e Hospital Eládio Lassere (12). A exemplo do que ocorreu nos dias anteriores, os casos de agressão física foram responsáveis pelo maior número de registros - 109, em seguida os atendimentos ocasionados por quedas, com 42 atendimentos e arma branca, com 17.

Fique Sabendo


Desde o sábado (9) até a tarde de terça-feira (12), 936 se submeteram ao teste rápido para a detecção do HIV/Aids, sífilis e hepatites B e C, o que significa que foram feitos 3.784 testes. Foram detectados 13 exames positivos para HIV, 53 para sífilis, quatro para hepatite B e 10 casos de hepatite

 
Cultura

A Secretaria de Cultura investiu um total de R$ 14,5 milhões. Sendo R$ 6,3 milhões no carnaval Ouro Negro; R$ 3,2 milhões no Pelourinho; R$ 2,3 milhões para o folião pipoca; R$ 1,5 milhão com artistas independentes e R$ 500 mil em 
outros carnavais.

Ao todo foram 331 atrações. Desse total, foram 73 atrações foram apoiadas pela SecultBA nos palcos e ruas do Pelourinho; mais 133 entidades apoiadas no Ouro Negro; 78 atrações, que se apresentaram em 20 trios e 2 microtrios para o folião pipoca; 11 atrações, além de apresentações de charangas e manifestações populares em Maragogipe e 36 atrações no palco do Rock.

O público estimado no carnaval da Bahia foi de aproximadamente 1,7 milhão de pessoas
-720 mil pessoas no Carnaval do Pelourinho
-900 mil pessoas no Carnaval do Pipoca
- 26 mil e Maragogipe (dados da Secretaria de Cultura e Turismo)
- Mais de 100 mil integrantes desfilaram nos blocos do Ouro Negro (dados da fiscalização SecultBA)
 

FONTE: Com informações da Secretaria de Comunicação do Estado
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO

TVGeral

Live Rodrigo e Gabbriel EVOLUTION
Publicidade
PMFGS Covid
Radio Geral 2
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas