Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Carnaval

todas as notíciasseta

Começa nesta sexta, 21, Carnaval do Rio de Janeiro

Sete escolas de samba da Série A abrem nesta sexta-feira (21), às 22h30


21/02/2020 às 11:53h

Começa nesta sexta, 21, Carnaval do Rio de Janeiro
Crédito: Reprodução

Sete escolas de samba da Série A abrem nesta sexta-feira (21), às 22h30, o primeiro dos dois dias de desfiles do grupo, no Sambódromo, no Centro do Rio. A disputa entre as 14 agremiações se estende pelo sábado, quando mais sete escolas se apresentam no carnaval.

 

Este ano, a campeã sobe para o Grupo Especial. E as duas últimas colocadas descem para o Grupo Especial da Liesb (antiga Série B), que desfila na Estrada Intendente Magalhães, em Madureira, na Zona Norte. E em 2021 recebe as duas primeiras colocadas da Liesb.

 

Veja a ordem dos desfiles desta sexta-feira

 

ACADÊMICOS DE VIGÁRIO GERAL (22h30)

 

A escola vai falar sobre as histórias nem sempre baseadas na realidade que contam do Brasil, desde os tempos do descobrimento, com o enredo “O conto do vigário”, dos carnavalescos Alexandre Costa, Lino Salles, Marcus do Val e Rodrigo Almeida. O enredo faz um passeio pela História do Brasil e mostra que ao longo do tempo vários governantes aplicaram golpes na população. E pede mais atenção ao público na hora de eleger seus representantes.


ACADÊMICOS DA ROCINHA (entre 23h15 e 23h25)

 

A Rocinha vai contar a história de Maria da Conceição, uma escrava do Congo trazida para o Brasil e que aqui se tornou a guerreira Maria Conga. Ela foi considerada uma heroína em Magé, cidade que tem o único quilombo reconhecido na Baixada Fluminense, o Quilombo Maria Conga. O enredo “A guerreira negra que dominou dois mundos”, é do carnavalesco Marcus Paulo.

 

UNIDOS DA PONTE (entre 0h e 0h20)


Com o enredo “Elos da eternidade”, o carnavalesco Lucas Milato vai fazer uma conexão entre o abstrato e o mundo real para falar dos problemas que o carnaval vem passando. E vai contar que desde os primórdios a humanidade tenta se ligar à eternidade, seja através de através da religião ou dos legados para as futuras gerações.

 

UNIDOS DO PORTO DA PEDRA (entre 0h45 e 1h15)

 

A escola vem com o enredo “O que é que a baiana tem? Do Bonfim à Sapucaí”, da carnavalesca Annik Salmon. A Porto da Pedra quer prestar uma merecida homenagem à ala mais tradicional das escolas de samba: a ala das baianas. Uma homenagem às chamadas mães do samba, quituteiras ou não, mas que fazem parte da história do carnaval.

 

ACADÊMICOS DO CUBANGO (entre 1h30 e 2h10)

 

Os carnavalescos Raphael Torres e Alexandre Rangel assinam o enredo “A voz da liberdade”. A escola vai contar a história de Luiz Gama. Filho da ex-escrava Luisa Mahin, que articulava o levante de escravos na Bahia. Negro, autodidata, intelectual, poeta, jornalista e advogado, foi o patrono da abolição.

 

RENASCER DE JACAREPAGUÁ (entre 2h15 e 3h05)

 

Com o enredo “Eu que te benzo, Deus que te cura’, do carnavalesco Ney Júnior, a escola vai mostrar o trabalho e a importância principalmente das mulheres benzedeiras, com sua sabedoria e sua fé. Elas servem de inspiração para mostrar a diversidade de manifestações espirituais.

 

IMPÉRIO SERRANO (entre 3h05 e 4h05)

 

A escola vem com o enredo “Lugar de mulher é onde ela quiser”, de Júnior Pernambucano. A Império vai exaltar a força feminina na sociedade e homenagear personalidades da escola, como a cantora Dona Ivone Lara e a ex-presidente Neide Coimbra.

FONTE: Com informações do G1
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

Gov Bahia

TVGeral

Live da Esperança. Comandada pelo Frei Mário Sérgio
Publicidade
ENS
Gov Bahia
ENS
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas