Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,798
Euro:   R$ 4,461
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Artigos

todas as notíciasseta


Quem não tenta o diferente vai morrer na letargia dos iguais

A festa vem perdendo o seu lado romântico desde que, por falta de investimentos em publicidade fora da cidade, aquilo que se propunha que era torná-la uma festa interestadual, infelizmente, ficou apenas local de algum tempo pra cá


24/04/2018 às 12:11h

Quem não tenta o diferente vai morrer na letargia dos iguais
Crédito: Reprodução

Por Humberto Cedraz


Sempre fui refratário à mudança do período da Micareta de Feira de Santana, sempre realizada entre segunda quinzena do mês de abril e a primeira de maio. O único motivo era a tradição que se criou, mas a festa vem perdendo o seu lado romântico desde que, por falta de investimentos em publicidade fora da cidade, aquilo que se propunha que era torná-la uma festa interestadual, infelizmente, ficou apenas local de algum tempo pra cá.


Ontem, pela manhã, saí para abastecer o veículo e, na passagem, vi três amigos conversando no passeio de uma das residências. Parei para cumprimenta-los. Em uma conversa curta, me veio a luz para emitir a opinião que faço.


Um dos três, uma empresária do setor de moda masculina, chamou-me a atenção pelo prolongamento de uma conceituação nacional que é “O Brasil só começa a funcionar depois do Carnaval” e ela emendou: “Por que temos que esperar para que Feira só comece depois da Micareta? Não é Brasil também?!”


“O comércio não vende nada durante uma semana”, disse ela “e não funcionará uma semana depois. Como pagaremos as contas?”. Ela pediu que eu avaliasse e escreve alguma coisa sobre esta situação e falasse nas entrevistas que geralmente concedo. Avaliei e acredito que o crescimento da sociedade em todos os sentidos é movido pelas tentativas e aventura das descobertas. Portanto, chego à conclusão que Feira de Santana deve experimentar um novo período.


Feira está com um prefeito novo e, por isso, pode ousar. O que custa, depois de rodadas de conversas com todos os entes envolvidos na festa, se discutir esse novo período para a Micareta? Se não der certo, retorna à data antiga. Prejuízos não podem ter pois a nossa festa está na mesmice dos últimos 30 anos, quando, até então, toda a família participava da festa, fazendo cada uma a Micareta com sua caracterização.


Os comerciantes formais reclamam. Os informais, também. Os primeiros, por transtornos no período em que o Brasil já começou produzir, que é depois do Carnaval e, os segundos, que aproveitam o período festivo para comercializarem, especialmente, bebidas, reclamam das chuvas do outono, que não cessou um único dia durante a festa deste ano e, se fizerem levantamento dos últimos 30, nunca teve menos de dois de chuva. Elas inibem as vendas do principal produto, bebidas.


O prefeito deve conduzir o processo acompanhado dos entes envolvidos. A coragem deve elevar a festa para outro patamar. A data que sugiro, depois de avaliar diversas situações, deve ser uma ou duas semanas antes do Carnaval. Os artistas não são contratados para outras cidades. Limitam-se a fazer ensaios em Salvador, que são pagos, mas não chegam perto do preço dos cachês que cobram.


A juventude festeira do Brasil chega à capital baiana, quinze dias antes do Carnaval, doida para encontrarem um esquenta Carnaval, que passaria a ser a Micareta de Feira de Santana e não somente as festas de Salvador. O Brasil e Feira ainda não funcionam, conforme o jargão popular, e é por isso que janeiro/fevereiro são os dois meses escolhidos para férias.


É o momento de brincar e que todos estão com dinheiro no bolso porque é para esse período que se faz economia durante o ano inteiro e chego ao entendimento que o segundo dinheiro guardado pelos feirenses para as viagens da Micareta de abril será disponibilizado para gastar no comércio de Feira de Santana, já que não haverá mais paralisação para a Micareta.  

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Prefeitura Municipal de Feira de Santana - Segue em frente
Publicidade
Bruno Best Travel
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas