Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,483
Euro:   R$ 4,246
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Micareta

todas as notíciasseta


Hospital da Mulher lança bloco na Micareta

Tema será humanização do parto


14/04/2018 às 04:50h

Hospital da Mulher lança bloco na Micareta
Crédito: Reprodução

Entrando no clima da Micareta de Feira de Santana 2018 - que completa 80 anos de criação - o Hospital Inácia Pinto dos Santos, Hospital da Mulher, “bota o bloco na rua” e estreia na ‘Festa de Momo’ desfilando no Circuito Maneca Ferreira, no dia 18 de abril, data que antecede a abertura oficial da festa momesca. Programado para sair às 20h do Centro Cultural Amélio Amorim, o bloco é voltado para os profissionais da área da Saúde, funcionários, colaboradores, amigos e simpatizantes do parto humanizado.


As camisas serão entregues no dia 18 de abril, das 14 às 19h, na Academia Body Work - Rua São Domingos, nº 498, mesmo local onde poderão ser adquiridas na troca por 1 quilo de alimento não perecível e 1 frasco de vidro com tampa plástica.


Com o nome “Mulheres sabem parir e bebês sabem nascer”, o bloco, além de proporcionar mais alegria na Micareta, tem como intuito principal levar informação para os foliões, fortalecer o movimento nacional da humanização do parto e nascimento, garantindo assim o protagonismo da mulher na hora do parto.


Ação educativa sobre humanização do parto normal


“Vamos promover uma ação educativa, que reforçará a importância da humanização do parto normal. A equipe [de humanização] estará à frente da divulgação”, pontua a presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas.


Segundo a diretora do Hospital da Mulher, Charline Portugal, o foco da inciativa é fortalecer junto à comunidade local e circunvizinha a informação real sobre o parto humanizado.


“Ao longo do tempo esse tipo de parto vem perdendo a preferência entre as mulheres devido à praticidade em parir um bebê em apenas 40 minutos através do parto cirúrgico [cesáreo]”, alerta a diretora.


Entretanto, aponta Charline Portugal, a realização da chamada cesária leva algumas consequências para as mulheres e os bebês. “Por isso, só devem ser realizadas quando houver indicação obstétrica necessária”, alerta. 

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Confira os melhores momentos da Micareta de Feira 2018
Publicidade
Bruno Best Travel
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas