Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,492
Euro:   R$ 4,258
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Lutas e Artes marciais

todas as notíciasseta


UFC transfere duelo entre Dos Anjos e Colby Covington

Luta pelo cinturão interino dos meio-médios estava programada para o UFC Rio, mas organização mudou planos para garantir segurança de Covington


07/04/2018 às 09:53h

UFC transfere duelo entre Dos Anjos e Colby Covington
Crédito: Jeff Bottari/Getty Images

O show de vandalismo e má educação de Conor McGregor e seus amigos no Brooklyn acabou custando ao Brasil uma das principais lutas planejadas para o UFC Rio 9. Preocupados que o mesmo pudesse acontecer no Rio de Janeiro com Colby Covington, que insultou o país inúmeras vezes, a organização desistiu de trazer a luta entre o americano e Rafael dos Anjos pelo cinturão interino do peso-meio-médio à "Cidade Maravilhosa". O confronto agora será parte do UFC 225, em 9 de junho, em Chicago (EUA), conforme foi anunciado na coletiva de imprensa de 25 anos do Ultimate.

 

O combate entre Rafael dos Anjos, segundo colocado do ranking dos meio-médios, e Colby Covington, terceiro lugar, chegaram a concordar em se enfrentar no UFC Rio 9 (UFC 224), dia 12 de maio na Jeunesse Arena. Covington, porém, demorou a assinar o contrato e expressou preocupações com sua segurança no Brasil, devido às inúmeras ofensas feitas ao país antes e depois de sua luta contra Demian Maia, em outubro de 2017, em São Paulo. O Ultimate garantiu que ele estaria em segurança.

 

Contudo, segundo apurou o Combate.com, após a confusão de quinta-feira, com o ataque de McGregor e seus comparsas ao ônibus que transportava os lutadores para fora do Barclays Center de Brooklyn, o UFC realizou reuniões emergenciais, e decidiu mudar a luta de local.

 

- Eu sou o rei do Brasil, gostaria de ir ao Brasil para dar um show para eles, mas os fãs brasileiros não estavam prontos para mim, então Dana colocou o show nos EUA - provocou Colby Covington, na coletiva de imprensa.

 

Rafael dos Anjos, por sua vez, se mostrou tranquilo com a mudança de local e também deu uma cutucada no americano.

 

- Minha última luta no Brasil foi há 10 anos, adoraria lutar lá, mas o lugar não vai mudar o resultado. Vai ser ótimo vencer esse cara no seu próprio país, com seus compatriotas torcendo por mim - disse o brasileiro.

FONTE: Combate
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Confira os melhores momentos da Micareta de Feira 2018
Publicidade
Bruno Best Travel
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas