Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,261
Euro:   R$ 3,838
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Lutas e Artes marciais

todas as notíciasseta


Rafael Cordeiro prevê joelhada e nocaute de Werdum

Treinador do brasileiro na Kings MMA ressalta confiança do peso-pesado após finalização rápida na última luta, e não vê desvantagens com novo combate em curto espaço de tempo


14/11/2017 às 02:27h

Rafael Cordeiro prevê joelhada e nocaute de Werdum
Reprodução

Líder da Kings MMA, Rafael Cordeiro tem na mente o desenrolar que apostaria para a luta entre Fabrício Werdum e o polonês Marcin Tybura, marcada para o próximo sábado, em Sidney, no UFC Austrália. O head coach de “Vai Cavalo” prevê uma joelhada que vai apagar o rival peso-pesado na luta principal do evento na Oceania.

 

Cordeiro acredita que Tybura é um adversário no qual o jogo casa com o de Werdum, e destaca a confiança do brasileiro de 40 anos para enfrentar o rival, oito anos mais novo. O treinador ainda lembrou a confiança do próprio Ultimate, que colocou Werdum no lugar de Mark Hunt - retirado por questões médicas.

 

- Vai ser uma grande luta, contra um atleta duríssimo. O Werdum mais uma vez mostrando que é um cara de personalidade, de palavra. Ele disse que queria lutar mais duas vezes neste fim de ano e está cumprindo a palavra, e está feliz. Ele vai enfrentar um atleta que troca um pouco em pé, mas tem uma base mais do jiu-jítsu, e acho que é uma luta que casa bem para nós, pelo nível do Werdum em pé, pelo nível técnico do Werdum no chão, e pela confiança que ele está. Acho que o maior quesito que o Werdum tem neste momento é a confiança por ter finalizado uma luta em um minuto e pouco, e estar indo para mais uma disputa em menos de um mês. Estamos felizes por essa luta, e felizes com o UFC por ter visto o Werdum com bons olhos para substituir o Mark Hunt.

 

Werdum esteve em ação no dia 7 de outubro, em Las Vegas, no UFC 216, e finalizou Walt Harris em 1m05 de luta. Uma nova em luta num espaço de pouco mais de um mês não tem ônus algum, segundo Rafael Cordeiro.

 

- Só vejo vantagem. O atleta continua naquela batida do coração da luta, e só vejo coisas boas. Tem que pegar mesmo (a luta), os atletas vivem da luta, fazem dinheiro na luta, então tem que continuar lutando para dar prosseguimento não só à carreira dentro do UFC, mas também pelo lado financeiro. Quanto mais os atletas lutarem, mais ganharão - concluiu.

FONTE: Combate
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Confira programa com entrevista artistas e personalidades por Lusitania Mel.
Publicidade
Bruno Best Travel
Mamãe 6 estrelas
PMFS RUA VIVA
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas