Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,328
Euro:   R$ 3,905
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Saúde

todas as notíciasseta


Cinco dúvidas mais comuns depois do pós-parto

Muitas perguntas são relacionadas a amamentação de distintas interpretações


12/10/2017 às 01:25h

Cinco dúvidas mais comuns depois do pós-parto
Crédito: Reprodução

A personal gestante e coach de mamães, Gizele Monteiro acaba de elencar as cinco dúvidas mais frequentes que responde as suas alunas que acabaram de realizar o sonho da maternidade. Muitas perguntas são relacionadas a amamentação de distintas interpretações. Confira:

 

1- Estou amamentando e engordando! O que eu faço?


Segundo a especialista, a primeira coisa a entender é que a amamentação é uma forte aliada à volta do peso – emagrecimento – e no gasto calórico. Ela gasta muitas calorias! Se a mamãe está amamentando e não está emagrecendo ou até mesmo está engordando é porque está se alimentando de forma errada.


“Será que realmente a alimentação está saudável e atendendo as necessidades nutricionais suas e do seu bebê? Muitas mulheres abusam do refrigerante, de doces, outras ficam muito tempo sem comer e depois descontam na próxima refeição. Algumas mamães se queixam que ficam com uma fome insuportável depois de amamentar. De fato isso pode acontecer, não é desculpa para ingerir besteira ou alimentos que não são nada saudáveis. Dessa forma, a “disciplina é fundamental nessa fase”, ressalta.


A rotina de exercícios no seu dia, nem que seja em casa, é fundamental. O exercício ajudará não só na volta do peso, mas também a equilibrar o que está ingerindo. O exercício também aliviará na ansiedade de estar dentro de casa – “trancada” – que normalmente te faz descontar na comida. Esse equilíbrio ajudará também a se sentir mais bonita e de bem com seu corpo.


2 - Posso fazer dieta amamentando?


Dietas restritivas – radicais, da moda, ou com baixo aporte calórico não são indicadas após a gravidez. Até mesmo porque a mamãe tem uma necessidade aumentada justamente por causa da amamentação. Basta se alimentar de forma saudável, o peso naturalmente volta ao normal. “Se isso não está acontecendo, meu conselho é procurar uma nutricionista para ajustar sua alimentação”.


3 - Para voltar ao meu corpo é só amamentar??!!


“Muitas mulheres confundem voltar ao peso x ficar em forma. Amamentar ajuda na sua volta do peso. “No meu programa online recebo muitas mamães que estão magras, mas suas barrigas estão como se tivessem grávidas de 3-4 meses … algumas até comentam que parecem ter 6 meses ou então são confundidas com grávidas. Se deparam frequentemente com a pergunta se estão grávidas”, diz Gizele.


De acordo com a Coach, a volta do corpo envolve um conceito muito maior: barriga, bumbum, postura, prevenção de dores, assoalho pélvico. As atividades físicas precisam ser direcionadas para auxiliar essa pessoa durante cada movimento, esforço x carga para alcançar de maneira segura e eficaz os resultados como fortalecimento abdominal.


4 - Estou amamentando, posso fazer exercícios? O exercício não prejudica a amamentação?


“Sim, pode fazer exercícios se você está amamentando”. Essa é sempre a resposta de Gizele Monteiro.


“Esse medo é bem comum, mas adianto que um programa especializado e que atenda realmente as suas necessidades não comprometerá em nada a amamentação. A intensidade e o volume da atividade, associada à hidratação adequada, garantem a manutenção da amamentação de forma segura durante esse período especial.”


5 - Depois de quanto tempo do meu parto eu posso fazer exercícios?


“Hoje tem mudado muito o tempo de liberação dos médicos para que a mamãe volte ou inicie os exercícios. Atendo mulheres que em 30 dias pós-cesárea já estão liberadas pelos seus médicos para voltarem para atividades leves como caminhada ou exercícios posturais ou braços. Mas isso ainda não é consenso e depende de cada médica e também da recuperação individual da mulher. O normal são 30-40 dias para parto normal e 40-60 dias para cesárea. Lembrando que sempre o início tem que ser com atividades leves. Nada de voltar ao treino total. E aqui é que quero mudar o conceito do que normalmente vem sendo aplicado. Como coach de mamães e especialista no tema deixo o alerta que "toda mulher que passou pela gestação precisa antes de voltar aos treinos e atividades tradicionais recuperar seu corpo na força abdominal, no alongamento residual que fica nesses músculos, na postura e no períneo, analisando-se ainda se ela teve ou não a diástase".


Mais dicas:


- Fique em alerta que mesmo que seu médico libere para a prática, essa deve ser adaptada para as novas condições do seu corpo.


- Não volte a fazer os mesmos exercícios de antes da gravidez. Seu corpo agora é outro, tem outras necessidades, está totalmente instável. Como um treino de uma mulher que não estava grávida pode te ajudar? Não irá!


“Inclusive pego casos seríssimos de diástases pioradas com os treinos de pilates e musculação. Isso acontece porque um profissional sem um olhar de especialista não consegue entender a nova necessidade do corpo e nem como recuperá-lo depois do parto. Seria a mesma coisa que procurar um clínico geral para ver sua lesão de joelho”, finaliza Gizele Monteiro.

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Cantor Batista Lima em show no Oca Music
Publicidade
Bruno Best Travel
Mamãe 6 estrelas
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas