Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,165
Euro:   R$ 3,736
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Manifestações

todas as notíciasseta


Romero sobre Bisping: ‘já entrei na cabeça dele’

Cubano revela que campeão dos médios já pediu para aprender wrestling com ele no passado


16/11/2016 às 06:52h

Romero sobre Bisping: ‘já entrei na cabeça dele’
Yoel Romero revelou que já recebeu oferta para ajudar Bisping a treinar wrestling (Foto: Jason Silva)

No último sábado, Yoel Romero nocauteou Chris Weidman com uma joelhada violenta no card principal do UFC 205, em Nova York. A performance do cubano foi tão surpreendente, que fez Dana White declarar que o "Soldado de Deus" seria o próximo desafiante ao cinturão de Michael Bisping.

 

O campeão dos médios, aliás, estava no Madison Square Garden e apareceu fazendo gestos obcenos para Romero ao final do combate. Para o atleta da American Top Team, no entanto, a reação do inglês foi típica de quem está com medo do confronto:

 

- Eu já o peguei. Claro que já estou na cabeça dele. Sim (ele está com medo de mim). Há quatro anos, eu morava na Alemanha, tinha acabado de me mudar de Cuba, onde eu tinha uma grande reputação no wrestling e era reconhecido internacionalmente. Naquela época, o Michael Bisping treinava com o Rampage Jackson na Inglaterra e me pediram para ajudá-los com o wrestling. Parece que ele esqueceu disso, porque depois do que aconteceu com a USADA, ele me chamou de trapaceiro, mentiroso e acho que ele esqueceu que um dia pediu ajuda do “mentiroso” aqui. Quando um animal morde a mão daquele que lhe alimenta, é porque algo tem que acontecer - declarou o medalhista de prata de wrestling nas Olimpíadas de Sydney.

 

O cubano, no entanto, afirmou que não conseguiu ajudar Bisping na ocasião:

 

- Nunca cheguei a ajudá-lo, porque não tinha muito tempo para fazer isso naquela época. Mas eu sei que ele iria adorar ter aprendido wrestling comigo. Me chateia muito tudo o que ele falou sobre mim. Você precisa respeitar seus adversários ou companheiros de treino e ele não tem nenhum respeito. Nós podemos nos destruir ou arrancar a cabeça um do outro dentro do octógono, mas temos que nos respeitar do lado de fora. Ainda assim, esta é apenas mais uma luta para mim. Ele está pedindo a luta no UFC 206. Estou pronto - finalizou. 

FONTE: Combate
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Entrevista com a triatleta Marcia Lima- TvGeral.com.br
Publicidade
Bruno Best Travel
Instituto
Mamãe 6 estrelas
PMFS Outubro Rosa
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas